Início » Arquivos » Computador » Este é o novo Chromebook Pixel: USB-C, 2560×1700 pixels e até 16 GB de RAM (para quê?)

Este é o novo Chromebook Pixel: USB-C, 2560×1700 pixels e até 16 GB de RAM (para quê?)

Paulo Higa Por

chromebook-pixel

O Google anunciou nesta quarta-feira (11) o novo Chromebook Pixel, segunda versão do notebook com tela de altíssima definição que roda Chrome OS. A nova máquina continua com o touchscreen de 12,85 polegadas com resolução de 2560×1700 pixels, mas ganhou mudanças no hardware para ficar mais potente: tem até um modelo com absurdos 16 GB de RAM!

O modelo “básico” do Chromebook Pixel será vendido por US$ 999, o que parece bem caro para uma máquina com Chrome OS, mesmo com o belo conjunto de hardware. Ele possui processador Core i5 de 2,2 GHz, 8 GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno, pesando apenas 1,5 kg.

Se isso não for suficiente, também há o Chromebook Pixel LS, por US$ 1.299: o processador sobe para um Core i7 de 2,4 GHz, a RAM dobra para 16 GB e o espaço para guardar arquivos localmente será de 64 GB. Mas para que serve tanto processamento numa máquina que só vai rodar um sistema operacional com navegador? É uma boa pergunta. Talvez os desenvolvedores encontrem alguma resposta em breve.

chromebook-pixel-lateral

chromebook-pixel-lateral-2

Tirando o fator preço, a máquina em si é muito interessante. Ela traz duas portas USB tipo C, que servem para tudo, inclusive para transferir dados com velocidade de até 5 Gb/s, transmitir vídeo em 4K ou conectar um carregador com potência de até 60 W. Mas o Google não fez como o novo MacBook: colocou outras duas portas USB 3.0 de tamanho convencional e um leitor de cartões microSD também.

O Chromebook Pixel pode ser comprado na Google Store, por enquanto apenas nos Estados Unidos. Algumas publicações norte-americanas já publicaram o review da máquina, e no geral a opinião é a esperada: um notebook bem construído, com tela excelente e boa duração de bateria — o Google promete até 12 horas. Mas… para quem é esse notebook mesmo?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Erickson Gutierrez
Pra isso existe uma coisa chamada smartphone.
Emerson Fiore Palma Guesa
gostei mto do visual desse chromebook... quase comprei a primeira versão em 2013, mas só desisti por causa do sistema Chrome, que ainda estava mto no inicio, nunca mais ouvi novidades sobre esse sistema. Acredito que se instalar um distro linux nele, aí sim fica incrivel..!! ou até mesmo só um steam OS só pra jogos! aehhaehea
Petter
Amigo, se a instalação do Windows executar vai tudo ser reconhecido normalmente, pois no Chromebook é um hardware padrão PC-IBM, claro que excluindo os que possuem processadores ARM, para estes não vai dar certo.
Airon de Souza (Nash)
Mas funciona tudo, etc?
Petter
Sim, pode sim! De formas não oficiais é claro!
Petter
Se o Chromebook tiver qualquer processador x86-x64 (aqui tem alguns modelos com Intel Dual Core e no exterior tem i5 e i7) dá para instalar o Windows 8.
Petter
Dá para instalar direto na memória... Quer o link?
Petter
XP não sei, mas tem uma galera instalando Windows 8....
Petter
Aguardando para comprar o Pixel aqui na Bananolandia....
Les Claypool
A Adobe já anunciou que futuramente deve lançar o CC via nuvem
Tiago Celestino
Não é problema isolado do Chrome, mas o Firefox pra mim hoje é o mais instável, acho que só peca porque o DevTools é muito amador perto do Chrome.
Fábio
Sim, até faz sentido. Mas todos os navegadores estão consumindo muita memória. Fiz um teste aqui abrindo 3 navegadores ( Chrome, IE e Opera ), e cada um deles com 6 abas em sites de noticias diversos. Monitorei o consumo de memória e, sinceramente, a variação entre eles foi mínima, com o Chrome tendo um consumo levemente mais elevado. Faz o teste que você vai perceber que esse não é um problema isolado do navegador da Google. Abraços
Vitor Mikaelson
É realmente bonito, mas dá a aparência de ser pesado.
Keaton
Putz... 32GB/64GB de SSD. US$999/1299... Terrivel o custo-beneficio. Mas me referia ao design do notebook.
Anthony Fernando
Falou tudo.
Exibir mais comentários