Início / Arquivos / Aplicativos e Software /

Este é o MegaChat, serviço seguro de chat por vídeo e texto de Kim Dotcom

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Para Kim Dotcom, há mais espaço para serviços de mensagens instantâneas e videoconferência no mercado. Cumprindo uma promessa feita há tempos, o excêntrico empresário anunciou a versão beta do MegaChat, serviço cifrado de comunicação end-to-end.

MegaChat

Na fase atual, o serviço está mais para um concorrente do Skype: é possível apenas realizar chamadas de vídeo e, mesmo assim, só entre duas pessoas. Pelo Twitter, Dotcom prometeu liberar as opções de mensagens por texto e videoconferência para grupos em um futuro próximo.

O MegaChat não chega como uma ferramenta independente. Para acessá-lo, o usuário deve ter uma conta no serviço de armazenamento de arquivos nas nuvens MEGA e, na versão web deste, clicar no ícone correspondente na coluna à esquerda.

É possível que o serviço venha a ter apps próprios (especialmente para dispositivos móveis), mas, por ora, só o acesso via navegador está disponível. A vantagem é que não é necessário instalar nada, nem mesmo plugins ou extensões.

No que diz respeito à quantidade de recursos, o MegaChat é bastante limitado. Mas esta característica pouco deve mudar na versão final: a empresa já informou que a intenção é deixar o serviço o mais simples possível.

Kim Dotcom quer mesmo que o MegaChat se destaque por sua (suposta) segurança. A ferramenta conta com um sistema chamado User Controlled Encryption (UCE) que utiliza chaves criptográficas para proteger cada conversa, seja ela em vídeo ou texto.

MegaChat

Será que vinga? Bom, também via Twitter, Dotcom disse que mais de 500 mil videoconferências foram realizadas via MegaChat em suas primeiras horas.

É bastante provável que boa parte deste número corresponda a usuários que apenas estavam testando a novidade. De qualquer forma, Kim acredita que o MegaChat ajudará o MEGA a saltar de 15 milhões para mais de 100 milhões de usuários registrados ainda neste ano.

Difícil, não? Mas vamos acompanhar.

Com informações: GigaOM. Imagem em destaque: Engadget