Início » Arquivos » Computador » MacBooks estão mais caros no Brasil

MacBooks estão mais caros no Brasil

Paulo Higa Por

De surpresa, a Apple elevou os preços de todos os MacBooks no Brasil na manhã desta terça-feira (2). Os reajustes de até 20% foram notados pelo MacMagazine e chegam oito meses após outro aumento, que ocorreu em abril. No acumulado do ano, a diferença de preço é notável: o MacBook Pro de 13 polegadas com tela Retina, que custava R$ 5.999 no início do ano, agora pode ser adquirido por R$ 7.699.

Os preços antigos e novos de todos os modelos de MacBooks estão logo abaixo. Apenas por curiosidade, colocamos entre parênteses os valores dos respectivos modelos em dólares, nos Estados Unidos, onde nenhum modelo sofreu reajuste.

  • MacBook Air de 11” (128 GB): de R$ 4.699 para R$ 5.399 (US$ 899);
  • MacBook Air de 11” (256 GB): de R$ 5.599 para R$ 6.399 (US$ 1.099);
  • MacBook Air de 13” (128 GB): de R$ 5.099 para R$ 5.899 (US$ 999);
  • MacBook Air de 13” (256 GB): de R$ 5.999 para R$ 6.999 (US$ 1.199);
  • MacBook Pro de 13” sem tela Retina: de R$ 5.299 para R$ 6.399 (US$ 1.099);
  • MacBook Pro de 13” (128 GB): de R$ 6.699 para R$ 7.699 (US$ 1.299);
  • MacBook Pro de 13” (256 GB): de R$ 7.699 para R$ 8.799 (US$ 1.499);
  • MacBook Pro de 13” (512 GB): de R$ 9.199 para R$ 10.499 (US$ 1.799);
  • MacBook Pro de 15” (256 GB): de R$ 9.999 para R$ 11.699 (US$ 1.999);
  • MacBook Pro de 15” (512 GB): de R$ 12.999 para R$ 14.599 (US$ 2.499).
R$ 7.699 pelo MacBook Pro de 13 polegadas com tela Retina menos caro

R$ 7.699 pelo MacBook Pro de 13 polegadas com tela Retina menos caro

Também houve reajuste nos preços de iPods. O iPod nano, que já era muito caro em comparação com os preços praticados no exterior, está ainda mais difícil de engolir: o único modelo, com 16 GB de memória, passou de R$ 829 para R$ 949. Nos Estados Unidos, o mesmo aparelho custa US$ 149. Já quem quiser comprar um iPod touch de 64 GB pela Apple no Brasil terá que desembolsar R$ 1.699.

Apesar dos MacBooks e iPods já estarem muito caros no Brasil, o aumento era esperado por causa da disparada do dólar, que está beirando os R$ 2,60 nos últimos dias. Se a moeda americana continuar subindo, é certo que a Apple será uma das primeiras a repassar o aumento para o consumidor.

Além de aumentar os preços dos produtos que já estavam sendo vendidos no Brasil, a Apple lançou o iPad Air 2 e o iPad mini 3. Como você adivinhou, eles também estão mais caros no país: o iPad Air 2 custa entre R$ 2.079 e R$ 3.449, enquanto o iPad mini 3 fica entre R$ 1.729 e R$ 2.999.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Keaton
Passagem pra Miami: R$ 3646,44 (Submarino) Hotel 4 estrelas: R$ 293,31 (CVC) Taxi: R$ 120 (chute) MacBook de 2500$: R$6384.42 (Apple Store) Imposto de 60%: R$ 3830,65 (Brasil) Total: R$ 14274,82 vs R$14599 do mac. =P Ficaria 200 reais mais barato, mas... Se tu tirar o hotel e dormir no aeroporto, ainda mais em conta. =P Mas sei lá se compensa.
crypt_script
sinceramente, sem querer defender nossa governAnta, nem com redução de imposto a épou ia reduzir esse preço viu =/
Paulo Fernando
Walter Hugo: taxa de importação não vai fazer o produto ser fabricado no Brasil. E, se o for será uma coisa obsoleta, como no tempo da reserva de mercado em informática. Só produzíamos porcaria... Tributar muito os ricos, só vai fazer com que eles procurem outro país... Dinheiro não tem pátria. Veja o que o Hollande tentou fazer na França e teve que voltar atrás. Milionários foram buscar outras nacionalidades e foram muito bem aceitos nos países que procuraram. Intervenção do governo só piora pois, como já dizia Ronald Reagan, o governo não é solução; governo é um problema. A solução é desregulamentar ao máximo o comércio, com menos intervenção do governo. Quanto menos, melhor. Quer um exemplo: por quê os produtos da Apple custam muito menos no Paraguay? Porque tem menos impostos e regulação do governo. Lá, a carga tributária sobre os bens vendidos gira em torno de 10%. Aqui, no Brasil, atinge 50%. O mesmo se pode dizer do Canadá ou Inglaterra, que não têm fábrica da Apple mas os produtos custam muito menos do que o Brasil. Agora, uma outra solução - e esta depende do consumidor - é fazer como você cita no final de sua postagem: deixar de comprar. Se ninguém comprar, o produto baixa de preço ou a fábrica ficará com o estoque encalhado.E vou ser sincero: tem muito produto similar ou até melhor do que os da Apple, por um preço muito mais vantajoso.
Walter Hugo Nishida Xavier da
Eles provavelmente estão prevendo um aumento maior do dólar no período até a próxima majoração, então para não perder dinheiro já deixam o valor com uma gordura extra. Logo, logo a gente esquece do aumento e trata o preço como "normal".
Walter Hugo Nishida Xavier da
Infelizmente o governo pode até tentar incentivar a produção nacional, mas ainda cabe às empresas a decisão final. Como eles vendem o importado aqui e tem uma margem de lucro indecente, estão cagando e andando pra tentar nacionalizar a produção. Sinceramente eu sou a favor de uma taxa de importação exorbitante simultaneamente à isenção de diversos outros impostos que incidem sobre à produção. Também sou à favor de uma nova tabela de imposto de renda e tributação pesada em fortunas, pobre não tem que pagar imposto, quem paga é o rico pra deixar aquele calmo e ter segurança para si mesmo (os hipócritas vão me xingar, mas a história sempre demonstrou isso). Segurança pública é uma questão de distribuição de renda, não de polícia. Enfim, a conversa desandou, mas concluindo: o governo já faz muito, quem não faz são as empresas porque o mercado é conivente com as decisões (sim, a culpa é nossa). Como já disse um executivo da Mercedes, o brasileiro paga caro porque quer. (Fonte: http://omundoemmovimento.blog.uol.com.br/arch2011-06-01_2011-06-30.html#2011_06-28_18_47_53-142809534-0, tem outras mas essa foi a mais fácil que achei).
Louis
Nada contra o aumento da Apple, até pq se tem trouxa para comprar eles podem continuar aumentando o quanto quiserem. O pior é ver tanta gente da área de tecnologia enaltecendo os produtos dessa empresa, como se iPad e companhia não tivessem concorrentes a altura, e até melhores...
Josiel Hen
ou R$1.600 hahaha povo maluco
Trovalds
Aguardando essa "conta mágica" que eu já tentei várias vezes fazer e aqui nunca fecha. Exceto se você ganhar em dólar, claro.
Trovalds
Os tributos e margens de lucro são calculadas em cima do valor em Dólares Americanos. Daí feita a conversão, BUM. Deal with it.
craunch
É, por que esses preços são bem culpa do governo mesmo, uhum...
Lucio717
Conta uma novidade, vai
Airon de Souza (Nash)
O dólar aumentou, de fato, todavia, não o suficiente para acrescentar R$700,00 ou R$800,00 no preço.
danielneves
Cristo, já desisti de comprar aqui no Brasil faz tempo. Mas a situação só piora!
Glauber Silva
"Com esse dinheiro, dá pra comprar uma passagem pros EUA, pagar uma diária no hotel, ..."
Kazz
Daí as importações explodem com o tanto de pessoas comprando de fora (igual eu fiz com meu Mac) e o que o governo faz? Cria incentivos para produção no Brasil? Abaixa os impostos para facilitar o acesso da população aos produtos? Trata de controlar a porcaria do dólar disparado? Nããão!!! Vamos tacar mais taxas na importação até o preço ficar pior que o daqui!!!
Exibir mais comentários