Início / Arquivos / Brasil /

Dezenas de aeroportos terão Wi-Fi de graça no prazo de um ano

Thássius Veloso

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

aeroporto-guarulhos

Viajantes de todo o país serão beneficiados com o acesso de graça à internet nos aeroportos. Entra em vigor nesta segunda-feira (1º) o contrato da Infraero, estatal que administra os terminais, com a empresa Linktel, especializada em hotspots públicos. Em dezenas de terminais, os passageiros terão ao menos 30 minutos de Wi-Fi grátis. Quem topar participar de uma pesquisa de opinião vai ganhar mais 15 minutos extras de navegação na internet.

A novidade faz parte da iniciativa da Infraero para que todos os 60 aeroportos da rede tenham acesso à internet por Wi-Fi. O diretor comercial da estatal, André Luís Marques de Barros, destacou que a meta é oferecer uma internet “com padrão de qualidade elevado”. Vamos ver se esta meta é alcançada…

Vale lembrar que, além do Wi-Fi oferecido pela empresa parceira da Infraero, já não é mais tão difícil encontrar os hotspots das principais operadoras de telefonia do país. Até discutimos isso anteriormente aqui no TB: as teles oferecem o acesso Wi-Fi como um benefício, mas a verdade é que este acesso também desafoga a rede celular de dados deles. Quer dizer, não é exatamente uma vantagem somente para o usuário, mas também para as redes 3G e 4G.

O cronograma de instalação inclui quatro fases distintas. Abaixo você encontra a listagem de todos aeroportos e cidades contemplados pelo novo contrato. O investimento total da Linktel será de 25 milhões de reais. O contrato tem validade por dez anos.

Repare que, na lista, não há apenas terminais de grandes metrópoles. A ideia é justamente oferecer o acesso Wi-Fi também nos chamados aeroportos regionais. O governo federal prepara um pacote de ações para estimular a aviação entre as cinco regiões do país.

Pelo Facebook, alguns leitores lembraram que o normal das companhias aéreas é pedir que o passageiro chegue ao aeroporto para o check-in ou entregar a bagagem com antecedência mínima entre duas e três horas. Não deveria, portanto, ser este o tempo mínimo de navegação gratuita? Fica a questão.

Primeira fase

Com prazo final para daqui a três meses, os aeroportos listados abaixo terão o acesso sem fio.

  • Congonhas (SP);
  • Santos Dumont (RJ);
  • Porto Alegre (RS);
  • Salvador (BA);
  • Recife (PE);
  • Curitiba (PR);
  • Fortaleza (CE);
  • Manaus (AM);
  • Cuiabá (MT);
  • Pampulha (MG).

Segunda fase

Será concluída 200 dias após o início da vigência do contrato, que se inicia nesta segunda-feira.

  • Belém (PA);
  • Florianópolis (SC);
  • Goiânia (GO);
  • Vitória (ES);
  • Aracaju (SE);
  • Campo Grande (MS);
  • Foz do Iguaçu (PR);
  • João Pessoa (PB);
  • Maceió (AL);
  • São Luís (MA);
  • Boa Vista (RR);
  • Palmas (TO);
  • Porto Velho (RO);
  • Rio Branco (AC);
  • Teresina (PI).

Terceira fase

Prazo máximo em 280 dias.

  • Londrina (PR);
  • Macaé (RJ);
  • Campo de Marte (SP);
  • Navegantes (SC);
  • Bagé (RS);
  • Bacacheri (PR);
  • Carajás (PA);
  • Forquilhinha (SC);
  • Campos (RJ);
  • Altamira (PA);
  • Ilhéus (BA);
  • Imperatriz (MA);
  • Jacarepaguá (RJ);
  • Juazeiro do Norte (CE);
  • Joinville (SC).

Quarta fase

A conexão sem fio deve estar disponível para os passageiros no prazo de um ano (365 dias).

  • Campina Grande (PB);
  • Marabá (PA);
  • Montes Claros (MG);
  • Macapá (AP);
  • Parnaíba (PI);
  • Petrolina (PE);
  • Carlos Prates (MG);
  • São José dos Campos (SP);
  • Santarém (PA);
  • Tefé (AM);
  • Tabatinga (AM);
  • Uruguaiana (RS);
  • Uberlândia (MG);
  • Uberaba (MG);
  • Corumbá (MS);
  • Cruzeiro do Sul (AC);
  • Brigadeiro Protásio/Belém (PA);
  • Pelotas (RS);
  • Ponta Porã (MS);
  • Paulo Afonso (BA).

Atualizado às 11h05.