Em videogames e filmes sempre parece muito fácil pular e dar cambalhotas enquanto se atira em inimigos e salva o mundo. Com certeza na vida real seria muito mais difícil, mas isso não significa que terminar Geote, dando mortais e destruindo diversos “inimigos”, vai ser uma tarefa fácil. Eu diria que é quase impossível, tem que ter muita habilidade. Eu ainda estou em treinamento.

O visual é bem simplista e combina bastante com a simplicidade do gameplay: ande e pule com WASD (ou as setas direcionais) e atire para onde quiser com o mouse. Sem segredo nenhum, já fizemos isso um milhão e quatrocentos mil setecentos e quarenta e duas vezes. Ou mais.

[swfobj src=”https://files.tecnoblog.net/wp-content/uploads/2014/11/geote.swf” width=”640″ height=”480″]

O objetivo é destruir os blocos vermelhos de cada nível o mais rápido possível, para conseguir três estrelas e ser feliz no nível seguinte. Cada tiro custa alguns segundos do seu precioso tempo, então além de rápido você precisa ser bom de mira, não vai ficar atirando nas paredes por aí. O começo é essencial para treiná-lo no que vem pela frente, então não menospreze os níveis em que nada pode te matar.

Te digo para não menosprezar porque, se não estiver preparado, quando as coisas começarem a tentar te matar, você vai morrer muito. Falo sério. Você. Vai. Morrer. Muito. Mais que Dark Souls, eu garanto. No nível 14 você vai xingar muito. No nível 15 vai achar que as coisas já voltaram ao normal, mas no 16 vai voltar a xingar muito. Esse ciclo se repete até o infinito, porque são 45 níveis e eu ainda não cheguei nem na metade.

Deve ter um monte de coisa que eu ainda não vi, mas ainda é cedo. O trabalho fica para segunda.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Dymas
CARALHA
Erick Mendonça
ARGH!
Bruno Valente
Senhor, quase perdi a hora de ir pro trabalho. Viciante mas depois q se move fica muito dificil