Nesta quinta-feira (13), fazendo pouco alarde, a Amazon lançou seu novo Kindle básico no mercado brasileiro. A novidade vem para substituir o Kindle de entrada da geração anterior, razão pela qual o preço continua o mesmo: R$ 299 (nos Estados Unidos, o dispositivo custa a partir de US$ 79).

O principal atrativo está na tela. O componente continua tendo 6 polegadas e densidade de 167 ppi, mas agora é sensível a toques. Consequentemente, o modelo abandonou totalmente os botões físicos frontais.

De acordo com a Amazon, o novo Kindle também consegue ser até 20% mais rápido que a geração anterior – o que deve agilizar a navegação pelos menus, por exemplo – e vem com o dobro de capacidade de armazenamento: 4 GB em vez de 2 GB.

Kindle 6

Outros recursos incluem a indispensável tecnologia Whispersync, que sincroniza a posição dos livros que você está lendo entre vários dispositivos (como smartphones e tablets), bateria de longa duração (não poderia ser diferente) e, até o final do ano, busca avançada, além de dicas de vocabulário em inglês.

Este Kindle, no entanto, não possui 3G, tampouco tela retroiluminada. Tais recursos estão presentes no Kindle Paperwhite, à venda no Brasil por R$ 479 ou, na opção com 3G, R$ 699.

O recente Kindle Voyage, que se destaca pela tela de vidro com 300 ppi, menor espessura e um novo modo de avançar pelas páginas, ainda não tem previsão de lançamento no país.

Agradecimentos ao leitor Marcos Paulo Morale pela sugestão de matéria!

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Marcos Santos
olá, alguem saberia me dizer, essa diferença na resolução do modelo com 300 ppi para 167 ppi é muito perceptível, quero dizer, não conheço, e sei q em número um é quase o dobro do outro, mas isso incomoda? o de 167 ppi é normal, viável? desde já grato =)
Gabriel Reynard
Eu perdi a promoção de Kindle a R$ 199,00 e até hoje não compreri o meu :( Uma trsiteza... --- Co-fundador do elaele http://elaele.com.br
Roberto
Até onde eu sei, no Brasil são vendidas apenas as versões sem anúncio.
Walter Hugo Nishida Xavier da
Não sei como funcionava antes, mas trocar as páginas com o touch é extremamente confortável, dá pra mudar de página com qualquer dedo que esteja próximo às bordas da tela.
Walter Hugo Nishida Xavier da
Ganhei um Kindle desse da postagem, nunca havia usado um antes e fiquei bastante impressionado com o disposito. Para quem gosta de ler, vale cada centavo. Uma das ferramentas que mais gostei foi o Smart Lookup, não sei falar se ele existia nas versões anteriores dos Kindles de entrada, mas foi a principal função que me fez gostar do dispositivo até agora. Ao selecionar uma palavra na tela, ele te mostra automaticamente 3 opções "Dicionário" "X-Ray" e "Wikipedia", além de marcar a palavra no banco de consultas do livro (funciona como uma espécie de flashcard). O X-ray só tem em alguns títulos, pela natureza do mesmo (ele apresenta anotações ou observações feitas por outros leitores ou pelo autor). O dicionário e o Wikipedia funcionaram perfeitamente para consultas em português brasileiro (meu Kindle veio dos States). Resumindo, para quem realmente gosta de ler e nunca teve oportunidade pra fuçar em um Kindle (ou outros similares como Kobo, Lev etc), comece a economizar para comprar um e-reader, acredito que sejam todos basicamente a mesma coisa. Aos que estão preocupados com suporte de extensões como epub e etc, basta enviar um e-mail para o endereço que o portal da Amazon te fornece com o título "convert" e os arquivos em anexo e pronto. Em poucos minutos ele já aparece no seu Kindle com a formatação perfeita para leitura e todas as demais funcionalidades (seleção de fonte, espaçamento etc) funcionando. Não sei como ficaria no caso de livros comprados em outas livrarias digitais que tenham DRM, ainda não precisei testar. Mas minhas anotações em .docx, apostilas em pdf e etc foram convertidos perfeitamente, os pdfs inclusive "ganharam" índices automáticos (eles só tinham a listagem dos capítulos na primeira página, mas a Amazon "criou" o link do sumário ao respectivo capítulo). Minha única reclamação é a falta de títulos técnicos/científicos na Amazon nacional, são poucos livros disponíveis para estudantes de graduação e pós. Até existem alguns livros jurídicos (minha área) disponíveis, mas não achei os preços tão convidativos a ponto de experimentar autores pouco difundidos. EDIT: Só uma observação, o Kindle que está vendendo por US$ 79,00 nos States é a versão com anúncios (na tela de descanso, não afeta em nada o uso e nem consome bateria), a versão "limpa" custa US$ 99 e não sei qual das duas está vindo pro Brasil, o post não esclareceu.
Guilherme C.
@cassiorox:disqus e @elton_v_silva:disqus , Kindle não lê epud, padrão mais popular de livrarias digitais. Converter, retirar DRM, comprar licença de convertor de qualidade, etc etc etc, é só trabalho que tira a praticidade. O negócio é comprar um livro e ler, pronto. Sem mais passos. Se só existisse o Kindle como leitor, tudo bem, mas existem outros tão bom quanto e que não precisam de gambiarra.
Souzabsb
Não sei se é problema de vista, mas aparentemente esse modelo está com bordas mais largas que o modelo anterior que tenho em casa. Me acostumei bem com os "botões" laterais de passar a página, a grande vantagem desse é a facilidade de colocar o cursor na palavra que vc quer ver a tradução ou o significado usando os dicionários presentes no kindle.
Elton V. Silva
Dá para colocar e-books de fora da Amazon. Eu não tenho um Kindle, por isso não posso falar com muita propriedade, mas pretendo comprar um e li sobre isso. É possível até enviar PDF para um email que fica visível em sua conta Amazon, que ele converte para o melhor formato para leitura no Kindle e deixa disponível para você baixar no seu device.
PedroBrito
Obrigado pelo feedback!!
Edmilson_Junior
Custos.
Roberto
O Voyage deve chegar bem caro ao Brasil.
Cassio
Não é bem assim... basta ter um pouco de conhecimento para catar livros em vários lugares. Claro que comprando na loja deles a "qualidade" do livro será perfeita, na questão dos parágrafos, espaços e etc... No entanto eu tenho um e cato livro em vários locais, inclusive muitos free, basta instalar o software Calibre para gerenciar, converter, deletar, enviar e fazer várias coisas no Kindle... Abraços!
Guilherme C.
Uma pena ser Amazon. Não dá pra comprar algo que te deixe dependente da loja oficial deles.
Gabriel Brito
Dizem que cansa menos, mas cansa também.
Jonas Schumacher
O pessoal tá dando mole no desenvolvimento do produto... -Deixa o touch; -Deixa os botões pra toca de pagina nas laterais; -Cria uma opção pra dizer como será a troca de páginas: Toque, botões, ambos. E todos viveram felizes para sempre!
Exibir mais comentários