gnome-logo

Você deve conhecer o GNOME, um projeto de software livre mais famoso pelo ambiente gráfico usado como padrão em várias distribuições Linux e pela plataforma de desenvolvimento que está por trás de boa parte dos softwares usados no pinguim. O projeto existe há 17 anos, mas está correndo o risco de perder sua marca para o site de compras Groupon — e iniciou uma campanha para arrecadar fundos.

A confusão toda está acontecendo porque o Groupon anunciou em maio um produto chamado Gnome, uma espécie de plataforma de pagamento que funciona em um tablet. Com o Gnome, os donos de restaurantes, por exemplo, podem reconhecer os clientes do Groupon assim que eles entrarem no estabelecimento, resgatar cupons de desconto e fazer os pagamentos com cartões de crédito.

groupon-gnome

Só que a GNOME Foundation possui a marca registrada GNOME desde 2006. O Groupon não se atentou a isso e, além de não mudar a marca de sua plataforma de pagamentos, registrou o nome no Escritório de Patentes dos Estados Unidos. Segundo a GNOME Foundation, “era quase inconcebível para nós que o Groupon, com mais de US$ 2,5 bilhões em receita anual, uma equipe jurídica completa e uma enorme equipe de engenharia, não teria ouvido falar do projeto GNOME”.

Para se defender do Groupon, a GNOME Foundation iniciou uma campanha para arrecadar US$ 80 mil. No momento em que escrevo este parágrafo, já foram levantados US$ 21 mil. Se todo esse dinheiro não for necessário, as doações serão usadas para melhorar o GNOME. As contribuições podem ser feitas nesta página.

Atualização às 13h53. O Groupon enviou uma nota ao Engadget afirmando que apoia a comunidade open source e que seus desenvolvedores contribuem ativamente para uma série de projetos de código aberto. A empresa declarou que está disposta a procurar outro nome caso não chegue a um acordo aceitável a ambas as partes com a GNOME Foundation.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Petter
Casos como este onde uma grande empresa se apodera de recursos ou capital intelectual de uma pessoa física ou fundação (como no caso da GNOME) a justiça deveria simplesmente multar a empresa e obriga-la a pagar uma gorda indenização para a fundação. Está claro que isso é má fé e que agora irão utilizar o dinheiro que tem para tentar tomar para si o nome, a meu ver isso é crime.
Ricardo Alexandre
Tão de sacanagem né ?
Renan Esposte
Desistiram: https://engineering.groupon.com/2014/misc/gnome-foundation-and-groupon-product-names/#updated
RS_66
Geralmente não participo dessas "Vaquinhas" mas essa eu fiz questão! Go Gnome (o original), Go!
matheus
Chegar a um acordo aceitável? Estão de brincadeira, que ainda querem um acordo por parte do Gnome Foundation. Melhor começarmos também uma campanha contra o Groupon. Esse é o repositório deles: https://github.com/groupon , usem a sua criatividade para uma campanha contra, irei usar a minha :)