Início » Arquivos » Brasil » Brasileiro prefere tablet com Android

Brasileiro prefere tablet com Android

Sistema tem 96% de participação de mercado, segundo IDC Brasil

Avatar Por

Android-5.0-Lollipop

O mais recente estudo de mercado feito pela consultoria IDC mostra que o consumidor brasileiro gosta mesmo é de tablet com Android. O sistema mantido pelo Google responde por nada menos que 96% do mercado. Em seguida aparecem o iOS e o Windows. Embora a consultoria não informe os números dos demais participantes, o analista Pedro Hagge dá a deixa em entrevista ao Tecnoblog: “A maioria que sobra aí é da Apple”.

Os dados fazem parte do estudo sobre os meses de julho e agosto. Foram vendidos em julho 612 mil tablets. Houve ligeiro crescimento no mês subsequente, com a venda de 642 mil unidades do produto. Portanto, no bimestre foram comercializados 1,2 milhão de produtos. “Esta crescente acontece após um período de baixa. A expectativa para setembro é de que o número seja ainda maior”, afirma Hagge. “O mercado está voltando a respirar”.

Quando ele fala em mercado, na verdade se refere majoritariamente aos consumidores finais – gente que vai até a loja comprar o tablet para uso pessoal. A adoção de tablets no meio corporativo ainda é muito tímida: as empresas respondem somente por 6% de todas as vendas. Segundo o analista, este comportamento se deve à disparidade entre as especificações encontradas em um PC e no tablet. O primeiro ainda é visto como um aparelho para trabalhar, enquanto o último tem foco maior na visualização de conteúdo.

Galaxy Tab S: é tablet e é Android

Galaxy Tab S: é tablet e é Android

A questão do tablet com conectividade 3G/4G ainda não é um diferencial no país. Até porque, lembra o especialista, hoje em dia qualquer smartphone oferece a opção de criar hotspot e o Wi-Fi também se popularizou nas residências e escritórios.

Outro ponto importante para o consumidor brasileiro é o preço na hora de escolher um tablet. Ainda não há dados fechados para o terceiro trimestre de 2014, então ficam as pistas do que foi registrado no segundo trimestre: 38% dos consumidores querem tablets de até 300 reais. Outra fatia de 38% procura por modelos com preço entre 300 e 500 reais.

Ou seja, pode-se dizer que os brasileiros preferem os tablets que custem 500 reais ou menos. E nisso, o Android domina, enquanto a Apple aparece com tímida representação.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

kaulitz p8
exelente tablet , eu tenho =s
Thiago Nunes
Com suplementos de informática, mediacenter, tablets, e smartphones a coisa não é bem assim. Embora que a grosso modo parece a mesma coisa, não não é. Um Gol 4ª Geração ainda possui itens de segurança (Obrigatórios na Alemanha, terra natal da Wolks) como itens opcionais e isso o torna menos seguro que um carro similar (por que lá não tem gol) fabricado lá e para o publico alemão. O preço padrãozão BR de 30k reais está longe de ser algo barato, mas está mais barato que pagar 50k reais em uma carro com os itens de segurança obrigatórios (Fora do Brasil) inclusos. O pessoal que ainda quer dar dinheiro para a indústria automobilística e grandes redes de venda de automóveis compra o mais barato, por que mesmo que não tão seguro, é o que dá para pagar. Já com um tablet por exemplo, um cliente iniciante não requer de hardware poderoso. Simples assim! Eles compram SIM o que podem pagar, é obvio, mas ele o compram principalmente por que atende o que eles precisam. Ingênuo é aquele que acha que só por que é ultima geração o top dos tops é melhor para ele. Isso é uma ilusão e das bem viajadas. Praticamente no lindo mundo da imaginação que a Xuxa cantava.
carioca10
Valeu, talvez na próxima versão que deve vir acima dos 300 ppi.
Senju Hashirama
Os apps que vem nele são bem úteis, porém recomendo o uso da cyanogenmod, o desempenho é excelente.
carioca10
Senju, bom tablet, V500 com 272 ppi, quase lá, perto dos 300 ppi, que desejo, acho que compensa esperar um pouco mais. Se não tivesse o iPad, compraria, mas acho que vem melhor logo. A LG vem com muito App porcaria? Consomem muitos recursos? Posso instalar firmwares menos recentes? A Apple bloqueou isto. Fiz o JB do iOS 8.1 Pangu e não lê o cartão SD, só no formato HPS+.
Andriw
Primeiro, quem diz da preferencia por Android é a pesquisa, coisa que faz total sentido. Veja o mercado de smartphones, onde existe opções de Windows Phone acessíveis (520, 530, 630) e o Android detem quase 90% do mercado. Quanto ao acesso a crédito, você esta errado. Para esse publico ha disponibilidade de crédito, muitas vezes um credito caro, mas disponível. Seria ótimo que a população brasileira realmente tivesse o nível de instrução que você imagina ter e consumisse de forma consciente, mas infelizmente não é. Tem gente sem condições que opta em parcelar um galaxy de 2000 reais, que faz menos que um Ipad de 1000 só por causa do Android. Da mesma forma que tem pessoas que compram um tablet da DLC (ou qualquer coisa do tipo) parcelado em 12 vezes de 20 reais.
Lídison Santos
Então para ti, o povo prefere parcelar tablet Android, ou não prefere parcelar um Ipad ou qualquer outro tablet com Windows. Ou ainda prefere a comprar à vista de um tablet por volta de 500 reais (que só existe com sistema Android no país com este preço). Está bem, como se todo mundo tivesse acesso ao crédito para comprar aparelhos com valores a partir de 1500 reais. Eu não sei em qual país você vive, ou considera somente o seu meio social. Apesar de ser meio antissocial né.
Andriw
Mais uma vez, o Brasil não tem 96% de miseráveis ou de pessoas que só tem condições de pagar 200 contos para comprar tablet. Do contrário não se vendeira galaxy tab s aqui. Sobre o parcelamento, volto ao que disse antes, não fazê-lo é opção, com isso a pesquisa está certa em dizer que é opção. O motivo dessa opção pode ser preço. Tanto é que estes parcelamentos infindáveis são a forma de pagamento mais comum na loja de exemplo que dei anteriormente.
Lídison Santos
Erro de interpretação é não conhecer o país em que é feito o estudo, como se nesse meio todo mundo fosse classe média. E ao meu ver parcelar 20 vezes em Casas Bahia não é uma forma saudável de cuidar da vida financeira, isto claro, pois este modo de parcelamento não é isento de juros. O consumidor brasileiro aos poucos está tomando consciência de seu valor como consumidor e não faria uma compra (aqueles que tem um mínimo de condições) faraônica deste tipo. Não sei em qual mundo você vive, no socialismo utópico ou no capitalismo fantasia. Infelizmente a realidade é bem diferente.
robsonc
Eles não "preferem". São obrigados a "preferir" por conta do preço, se você quiser usar o termo.
Andriw
De 16 para 96 tem uma galera ai que poderia optar por parcelar nas casas Bahia em até 20 vezes. Quando disse no começo "optar por preço a qualidade" entendo que qualidade seria ipads ou tablets com Windows 8 (não o rt). Atribuir uma parcela destes 96% ao"desconhecer" as demais opções seria válido, mas atribuir essa contra apenas a condição financeira e não opção é um erro de interpretação.
Lídison Santos
Não somos 96% de miseráveis mas coloca aí na conta, segundo o IBGE, 16,27 MI; cerca de 8,5 % que vivem abaixo da linha da pobreza. Isso são dados de pessoas abaixo da linha, imagina as pessoas que vivem na margem da linha. Preço pode ser critério de preferência, quando você possui condições financeiras de escolha. Vá falar para um pai assalariado comprar um IPad para sua criança brincar e estudar. O preço nesses muitíssimos casos é o fator delimitante para a compra do bem. Não simplesmente questão de preferência.
Diego Roldão Moura
Paguei a pouco tempo R$430,00 em um Venue 8 da Dell. Ótimo tablet com Android. Obvio que não é mais top nas specs, porem atende perfeitamente para o que foi proposto (leitura de documentos, videos e navegação).
Andriw
Preço também é um critério de preferência, você pode optar por preço a qualidade. O brasileiro pode até não ter condições financeiras como o povo americano, mas duvido que sejamos 96% de miseráveis.
Andriw
A culpa disso é da Microsoft, que não faz nada para aumentar sua penetração no mercado. Vá procurar um tablet com Windows! O mais barato que achei foi o Asus transformer book por 1400. E um absurdo a Microsoft trazer o lumia 2520 rodando um Windows inferior e cobrar mais caro que Asus rodando Windows completo...
Exibir mais comentários