A Microsoft não confirma, mas há tantas pistas surgindo, que podemos dar como certo o abandono da marca “Nokia” pela empresa. O mais novo indício vem do Reino Unido: a página da Nokia por lá agora informa que seu conteúdo foi movido para um site da Microsoft Mobile Devices.

De fato, o novo endereço dá detalhes de todos os aparelhos atuais da linha Lumia. Mas, com exceção para as fotos e nomes dos produtos, não há menção à marca “Nokia” em suas páginas.

Anúncios publicitários dos aparelhos e comunicados de imprensa recentes também quase não mencionam o nome – para se referir à sua linha de dispositivos móveis, a Microsoft tem ressaltado apenas a denominação “Lumia”. E não podemos nos esquecer dos supostos documentos vazados que confirmam as intenções da Microsoft.

O site da Nokia no Reino Unido continua existindo, mas o aviso existente ali dá a entender que a página será redirecionada automaticamente para o endereço da Microsoft Mobile em breve.

"Dispositivos e serviços da Nokia foram movidos para um novo site"

“Dispositivos e serviços da Nokia foram movidos para um novo site”

As páginas da Nokia em outros países devem seguir pelo mesmo caminho. A Microsoft só está tendo o cuidado de conduzir esta tarefa de maneira progressiva para promover uma transição mais tranquila.

Estas mudanças todas são esperadas desde que a Microsoft fechou negócio com a Nokia. A companhia tem várias razões para fazê-lo: reforçar o seu próprio nome no segmento móvel, alavancar a linha Lumia nos Estados Unidos (até hoje o nome “Nokia” não é muito popular por lá) e agilizar as suas operações tornando-as mais centralizadas.

Com base em toda esta movimentação, é cada vez mais fácil acreditar que os aparelhos Lumia 730, 735 e 830 são os últimos a ostentarem os dizeres “Nokia”.

A marca não deverá sumir do mercado, de qualquer forma. Vale lembrar que a Microsoft comprou a divisão de dispositivos móveis da Nokia. A divisão de infraestrutura para telecomunicações da companhia segue firme, sem nenhuma previsão de mudanças.

Com informações: The Next Web