O Facebook entendeu que o feed de notícias não é tão eficiente para exibir, ahn, notícias, e anunciou que está fazendo mudanças no algoritmo para privilegiar publicações mais recentes. A ideia é destacar posts que são importantes apenas em um momento específico, como quando você e seu amigo estão comentando sobre um programa que está passando na TV, por exemplo.

Para descobrir quais posts são relevantes ou não depois de um tempo, o algoritmo do Facebook vai considerar principalmente o momento das interações.

facebook_logo

Funciona assim: se um post for publicado no Facebook e um grande número de pessoas imediatamente curtir, comentar ou compartilhar a publicação, mas um número muito pequeno fizer isso algumas horas depois, isso provavelmente significa que o post era interessante no momento em que foi publicado, mas não será em uma data futura. Dessa forma, é pouco provável que o Facebook volte a exibi-lo posteriormente.

A rede social também passará a considerar os assuntos quentes para ordenar os posts no feed de notícias. Se um amigo ou uma página publicar uma mensagem sobre algo que está sendo bastante comentado no momento, o post deverá aparecer no topo da página. O Facebook diz que, com a alteração, percebeu um aumento de 6% na interação dos usuários com os posts.

As mudanças estão sendo feitas gradualmente. O Facebook afirma que os donos de páginas não deverão sentir uma diferença grande na distribuição dos posts.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rio Peliculas
Talvez fique melhor http://www.riopeliculas.com.br/orcamento-rio-peliculas/
Eliézer José Lonczynski
E os cornos deixam a barrinha lá se deseja retornar pro top stories, vai a merda
Emanuel Sousa
Só falta o Facebook slowpoke entender que algumas pessoas preferem simplesmente ver s coisas em ordem cronológica e parar de enfiar a porcaria do top stories garganta abaixo. Se eu selecionei ver os mais recentes é porque eu quero ver os mais recentes, obrigado.
TheJunior Ade
ainda não me conformo com o fato do Zuck decidir o que eu quero ver (mesmo com as supostas 'melhorias' que isso implica)