Já jogamos I saw her standing there e I saw her too: with lasers, dois puzzles de plataforma que misturam romance, humor e zumbis. Hoje temos a continuação dessa série bonitinha, I saw her across the world, com menos elementos de quebra cabeças, mais níveis e uma história com reviravoltas e surpresas. Será que você conseguirá terminar junto de seu amor zumbi?

Os dois primeiros jogos da série eram jogos de plataforma, mas com uma grande ênfase nos elementos de quebra cabeça. No começo você poderá sentir que I saw her across the world é mais parecido com algum Mario que você já tenha jogado. Inimigos pra pular em cima, inimigos pra não pular em cima e saltos precisos preenchem as primeiras fases. Para jogar utilize as setas direcionais ou WASD. Nada muito difícil.

[swfobj src=”https://files.tecnoblog.net/wp-content/uploads/2014/08/isawheracrosstheworld.swf” width=”700″ height=”525″]

O jogo começa com você e sua amante brincando de pega-pega (aliás, agora é possível escolher quem é você, quem é seu amor, mudar Her por Him e essas coisas), mas as coisas logo mudam. O mundo pós-apocalipto minimalista de I saw her está repleto de coisas estranhas, inclusive humanos e peixes voadores.

Sim, outros humanos! Eles são medrosos e na maior parte das vezes vão apenas fugir de você e seu amor. Mas pode ser que um deles encontre uma arma e nesse caso é melhor tomar muito cuidado. Você, como zumbi, poderá infectar esses humanos, caso ache necessário.

I saw her across the world tem um mundo para explorar e diversos lugares para visitar, cada um repleto de novidades e desafios. Será que o casal de zumbis conseguirá ficar junto no fim? Será que encontraram a cura para a zumbificação? Só no fim você descobrirá.

Comentários

Envie uma pergunta