Início » Arquivos » Telecomunicações » Acesso discado continua dando muito dinheiro para a AOL

Acesso discado continua dando muito dinheiro para a AOL

Mais de 2 milhões de clientes ainda entram na internet com velocidade de 56 kb/s

Por

De tempos em tempos, a AOL vem a público expor os números de faturamento, lucro e por aí vai. Afinal, estamos falando de uma empresa de capital aberto, com rubrica na bolsa de valores. Também de tempos em tempos, a gente confirma que ainda tem muita gente usando a internet discada. Precisamente 2,34 milhões de clientes nos Estados Unidos.

Essa galera paga em média 20,86 dólares para acessar a internet numa velocidade de até 56 kb/s. Acredite se quiser, mas o gasto com acesso dial-up subiu em relação aos 18 dólares de alguns atrás. Com isso, a AOL reportou faturamento de 143 milhões de dólares provenientes exclusivamente de assinaturas no segundo trimestre do ano fiscal.

Como a AOL consegue tirar tanto dinheiro dos assinantes? Provavelmente ainda tem bastante gente que nem sequer se lembra de que está pagando pelo acesso discado. Fora isso, até que a companhia soube incrementar o serviço para justificar o valor cobrado. Dê só uma olhada na captura de tela abaixo.

Central de assinaturas da AOL lista “benefícios”

Central de assinaturas da AOL lista “benefícios”

O acesso dial-up inclui criptografia na troca de dados; programa de recompensas; sistema de proteção da privacidade; remoção de vírus do PC; anti-vírus da McAfee; e suporte técnico pelo telefone. Mais parece um clube de descontos como o oferecido por bancos e operadoras de telefonia celular. E o preço disso: 25,90 dólares por mês.

O CEO da AOL, Tim Armstrong, está bastante otimista em relação ao assunto. “Conforme nós melhoramos nossos produtos, eu certamente creio que vamos chegar a um patamar em que as assinaturas voltam a crescer. Este é o nosso objetivo”, disse ele.

Há três anos, a gigante da internet tinha aproximadamente 3,5 milhões de clientes do acesso discado. Atualmente, o número caiu para 2,34 milhões. Está reduzindo, mas não chega a ser uma queda assustadora, considerando-se a velocidade com que os pacotes de telecomunicações costumam evoluir.

Redução no número de assinantes da AOL ao longo dos anos (Fonte: Qz.com)

Redução no número de assinantes da AOL ao longo dos anos (Fonte: Qz.com)

Não é possível saber quantas pessoas ainda utilizam dial-up no Brasil. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) certa vez informou a este intrépido jornalista que não fazia qualquer controle do mercado – diferentemente do que acontece na banda larga, telefonia celular e TV por assinatura.