O Brasil é, atualmente, o quinto país com mais mortes em acidentes de trânsito. Em 2012, foram 44.812 óbitos nas ruas e estradas.

Com esses dados na mão, a Ford anunciou hoje, em coletiva para a imprensa em São Paulo, uma novidade que estará presente pela primeira vez no país no Novo Ka: a tecnologia de Assistência de Emergência.

novo ka

A Assistência de Emergência aproveita o SYNC, uma espécie de assistente pessoal da Ford, para auxiliar no caso de acidentes.

Basicamente, o SYNC sincroniza o sistema do carro com o smartphone via Bluetooth, permitindo que o usuário envie comandos de voz, ouça leituras de suas mensagens e acesse aplicativos sem tirar as mãos do volante.

Com a Assistência de Emergência, no caso de um acidente que cause a ativação do air bag, o próprio sistema faz uma ligação para o SAMU e uma gravação avisa da ocorrência, dá a localização em coordenadas e deixa a linha aberta como um viva-voz para que as vítimas se comuniquem com o resgate (se puderem, claro). A Ford, em parceria com o SAMU, desenvolveu um treinamento para os atendentes saberem como proceder com as ligações.

Também dá para cancelar a chamada manualmente ao apertar um botão. Já ligar para o SAMU com a mesma facilidade é impossível: a ligação só é feita no caso de ativação do airbag mesmo.

painel novo ka

Questionada durante a coletiva, a Ford concordou que há casos em que a Assistência de Emergência não poderá ajudar, como em áreas em que não há sinal de telefone. Mas ressalta que isso é resultado da infraestrutura de telefonia brasileira, e não de um defeito na sua tecnologia; não tem como ligar nem do seu próprio celular para lugar nenhum nessas condições.

Isso enfatiza que o sistema funciona como um item de conveniência e não de segurança. A Ford optou por um modo diferente do que vem sendo usado em carros conectados para a adoção da nova tecnologia no Brasil: começar por um veículo do segmento de entrada em vez dos mais caros, tornando-a mais acessível. A Assistência de Emergência é gratuita e válida durante toda a vida útil do carro.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Joao Luiz Gomes Silveira
Deve ser isso que faz custar 39.000 reais por um caro 1.0
Camila Vasconcellos
Isso que é verdadeira inovação Tecnológica nos automóveis, quem teve essa idéia merece reconhecimento. Genial.
Rodrigo Fante
Sim, umas 5 ligações ocupadas até conseguir aí sim ser bem atendido.
Vagner Alexandre Abreu
SAMU é atendimento hospitalar, relacionado à justamente prevenir traumas maiores durante o resgate em uma batida. Porém, dependendo do nivel do impacto, aí se recorre aos bombeiros, para eventos que requerem "força bruta controlada", como remoção de ferragens, recuperação de veículos, etc... Se um carro bate no outro ou bate em um poste, dependendo da velocidade, e considerando que a maior parte são acidentes na faixa dos 50 km/h, provavelmente o SAMU será o mais indicado, já que não haverá ferragem a ser removida.
Gabriel Alves
eu pelo menos já e fui muitíssimo bem atendido, acalmado/aconselhado (mesmo não precisando) e a ambulância chegou em 2 minutos.
Renan Oliveira
Olha, legal a iniciativa....tecnologia sendo bem utilizada......mas, já tentaram entrar em contato com o SAMU em alguma emergência?
Juan Lourenço
Atendimento rápido pode salvar vidas, é uma ótima sacada mesmo. Se a pessoa ficar inconsciente, talvez até com parada cardíaca, cada segundo conta.
Guilherme MacLeod
Só uma dúvida, é só pro SAMU mesmo? Pois existe diferença entre o atendimento dos Bombeiros e do SAMU. Eu diria que o mais adequado são os Bombeiros: http://www.profissaobombeiro.com/blogs/view/58
Vagner Alexandre Abreu
Em áreas sem abrangência de celular, poderia criar algum outro sistema para "envio de alerta de emergência". Eu poderia sugerir por exemplo que o veículo enviasse um "código de emergência" via PX/Rádio do Cidadão, mas aí me lembro que o uso desta faixa de comunicação exige regras e obrigatoriedade de licença de operação.