Malas despachadas, dólares comprados, check-in realizado, bilhete de embarque em mãos… Falta alguma coisa? Sim: a partir de agora, antes de viajar para os Estados Unidos, verifique se o seu celular ainda tem carga. A Administração de Segurança de Transporte (TSA, na sigla em inglês) determinou que passageiros com voos para os Estados Unidos devem ligar seus eletrônicos, como smartphones, tablets e notebooks, antes de embarcar.

A precaução está sendo tomada após rumores de que terroristas da Al-Qaeda teriam desenvolvido uma bomba que pode passar pelos mecanismos de segurança dos aeroportos sem ser detectada. A ideia é que, se você conseguiu instalar uma bomba no seu smartphone, ele não continuará funcionando como um smartphone. Portanto, o objetivo é garantir se o aparelho que você está carregando é, de fato, apenas um eletrônico inofensivo.

bateria-fraca

Funciona assim: durante a inspeção, você será convidado a ligar seu eletrônico; se ele não funcionar, você pode optar por perder o voo ou deixar o brinquedinho no aeroporto, já que o aparelho não poderá ser levado no avião. Alguns passageiros podem passar por uma triagem adicional, de acordo com a TSA.

A medida de segurança será realizada em determinados aeroportos que oferecem voos diretos para os Estados Unidos, mas a lista completa não foi divulgada. De acordo com a BBC, aeroportos da Alemanha, França e Reino Unido (inclusive o Heathrow, de Londres) confirmaram que adotarão a medida.

Isso só não é 100% eficaz porque alguns smartphones já vêm com baterias que explodem de fábrica.