Imagem “exclusiva” utilizada para atrair usuários para o “Orkut Ouro”

A “brincadeira” elaborada pelo estudante de Engenharia de Computação Pedro Vanzella acabou tomando proporções muito maiores do que provavelmente ele poderia imaginar.

Boatos de uma “versão ouro” do Orkut — que supostamente possibilitaria ver a lista completa dos visitantes do seu perfil com detalhes das páginas visitadas, visualização de fotos e vídeos bloqueados, entre outras “conveniências” — começaram a correr pela internet e se propagaram não apenas pelo Orkut, mas também por outros sites, como o Twitter e o Mercado Livre, onde convites para o serviço que nunca existiu eram vendidos por até R$ 1.539,90. Incrivelmente, o anúncio mostra que nove convites foram vendidos.

“A brincadeira era simples. Convidamos todos os nossos amigos a adicionar imagens que diziam que requeriam uma conta num fictício ‘orkut Ouro’ para serem visualizadas. A intenção disso era simplesmente causar confusão entre nosso círculo de amigos, um trote inofensivo”, afirmou Vanzella à INFO.

As instruções, que inicialmente requisitavam que os interessados enviassem seu nome de usuário e senha foram alteradas, deixando de pedir a senha — ao menos no “comunicado oficial” no blog de Vanzella. Muitos usuários chegaram a realmente enviar suas senhas a Vanzella (que nem precisou se dar ao trabalho de fornecer um e-mail que transmitisse a mais remota impressão de que pertencesse ao Google). O criador da “brincadeira”, porém, afirmou que irá deletar os e-mails recebidos sem nem mesmo os ler.

“Parte da brincadeira é provar como a segurança de qualquer serviço é falha, já que 95% dos seus usuários têm um QI (quociente de inteligência) ligeiramente maior que o número do sapato que calçam”, disse o estudante ao R7.

O Google não gostou da “brincadeira” e comunicou que iria apurar o caso e tomar providências.

“O Google esclarece que o material recebido por alguns internautas não é de sua autoria, iniciativa ou propriedade, e que nunca enviou mensagens de conteúdo semelhante aos usuários. A marca orkut é de propriedade exclusiva do Google Inc. O Google informa que está apurando as circunstâncias da disseminação do mau uso da marca orkut e irá tomar as medidas cabíveis contra seus autores,” informa a empresa responsável pelo Orkut.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Carlos
Se eu fosse o Google, aceitaria a brincadeira. Além de dar uma ideia à empresa (se vocês não perceberam, um ótimo jeito de ganhar dinheiro, não só com anúncios). Mas, seguir a ideia, seria no sentido de, por exemplo, personalização total do perfil, fotos em tamanho maior, mandar seus vídeos direto para o perfil, não exibir anúncios, além de detalhes das páginas do perfil visitadas (como recomendado). Não seguir a opção de fotos e vídeos bloqueados, por quebra de privacidade. Mas seria uma ótima ideia. Hoje o público investe mais em rede sociais, para ter uma coisa mais personalizada.
Eugenio Grigolon
Boa chemps!
Fulano
Tomou no culo. Deal with dat, now.