Desde ontem os usuários do Outlook.com estão recebendo quatro novas funcionalidades. A principal delas deve satisfazer os usuários avançados do Gmail que estavam pensando em migrar para o serviço de email da Microsoft: a partir de agora, você poderá configurar filtros mais complexos para os seus emails, para automatizar algumas tarefas.

O Outlook.com já possuía filtros (ou “regras”), mas eles eram meio limitados: você só podia escolher uma condição e uma ação por vez. Era possível criar regras como “se o endereço do remetente contém @tecnoblog.net, mover para a pasta Tecnoblog”. Ou ainda, “se o assunto contém a palavra Badoo, excluir a mensagem”.

Advanced-Rules-body

Na nova interface de criação de regras, no entanto, você poderá colocar múltiplas condições e ações em uma mesma regra — e elas parecem ainda mais intuitivas e avançadas que no Gmail. Com alguns cliques, é possível criar a seguinte regra: “se um email não lido for mais antigo que 3 dias e vier de um de seus contatos, marcar como importante e sinalizar”. Quando uma mensagem é sinalizada, ela vai para o topo da sua caixa de entrada.

O chat integrado do Outlook.com, que suporta inclusive contatos do Google, Facebook e Skype, está mais simples de usar: é possível filtrar pessoas por serviço; ver rapidamente quais contatos estão online no canto inferior esquerdo da sua caixa de entrada; e alternar entre serviços — se você estiver conversando com alguém pelo Skype, pode continuar o papo pelo Facebook com dois cliques.

Chat-switch-body

Há outras duas pequenas (mas úteis) novidades. O botão Responder não carregará mais uma nova página: o campo de texto aparecerá logo acima da mensagem que você estiver respondendo. De acordo com a Microsoft, o botão Responder é clicado cerca de 8 milhões de vezes por dia; achei até pouco para um serviço com mais de 400 milhões de usuários.

In-line-reply-body-2

Além disso, um novo botão no topo da página irá desfazer ações, como emails importantes excluídos por engano ou classificados na categoria errada. É só clicar nele ou, mais simples ainda, teclar Ctrl+Z. Seria bom se a Microsoft também implantasse o recurso de “desfazer” o envio de email, como no Gmail — isso certamente já salvou muitas vidas e empregos.

Os novos recursos estão sendo distribuídos aos poucos e chegarão a todos os usuários nas próximas semanas.