Uma pesquisa realizada pela revendedora de eletrônicos Retrevo mostra que seus usuários do site tiveram seu interesse no iPad diminuído após o anúncio do produto, em relação ao que havia quando tudo que se tinha eram os rumores sobre o “iTablet”. A empresa consultou mil usuários do site escolhidos aleatoriamente e distribuidos entre gênero, idade, renda e local de residência (mas todos nos Estados Unidos). A primeira consulta foi realizada entre 16 e 20 de janeiro — antes do anúncio oficial do tablet — e a segunda foi realizada entre 27 de janeiro e 3 de fevereiro, após o anúncio.

“Você já ouviu sobre o novo tablet da Apple?” (Retrevo)

A primeira pergunta realizada foi se a pessoa tinha ouvido falar sobre o novo tablet da Apple. O número de pessoas que disse que sim saltou de 48% antes do anúncio para 82% depois do evento da Apple no dia 27. Mas apesar do produto ter ficado em muito maior evidência, isso não quis dizer que havia sido necessariamente bem recebido: aqueles que haviam ouvido sobre o tablet e não tinham interesse em comprar um mais que dobraram, indo de 25% antes do anúncio para 52% depois dele. Em compensação, a quantidade de pesquisados que disseram que gostariam de comprar um triplicou, indo de 3% a 9% após o evento do dia 27. O número de pesquisados que se mostraram interessados mas preferem esperar por maiores informações se manteve praticamente estável: 19% antes e 21% após o evento.

“Do que ouviu sobre o tablet, você acha que precisa de um?” (Retrevo)

A outra pergunta foi “do que você sabe sobre o tablet, você acha que precisa de um?”. A porcentagem de pessoas que achavam que precisavam de mais informações para decidir caiu pela metade, de 30% para 15%. Os 15% que a categoria perdeu acabou se dividindo entre aqueles que disseram “sim, com certeza” (que foi de 3% pra 5%), os que disseram que talvez precisassem (foram de 18% a 19%) e os que disseram que não precisam de tablet da Apple, que foram de 49% para 61% após a apresentação do novo produto.

“Pagaria $130 a mais pelo 3G?” (Retrevo)

Uma última pergunta foi feita apenas após o lançamento do iPad. Sabe-se que os modelos com acesso à internet via rede 3G custarão US$ 130 (cerca de R$ 240) a mais que um modelo idêntico sem 3G. Os clientes da Retrevo foram perguntados se pagariam esse valor extra pelo 3G. Apenas 12% disseram que pagariam, enquanto 29% ainda estavam em dúvida e a maioria, 59%, disse que não pagaria a mais pelo 3G.

Esta foi a pesquisa, agora vamos ver o que realmente acontecerá quando o mais falado gadget dos últimos tempos chegar enfim às lojas dentro de alguns meses.