O Clube de Bitcoin do MIT divulgou ontem uma iniciativa que pretende transformar o instituto em referência para o estudo da Bitcoin. Chamado de MIT Bitcoin Project, a intenção é distribuir uma quantia de 100 dólares na moeda criptográfica para cada aluno. O projeto marcará o início de uma comunidade que fará transações com Bitcoins dentro do campus.

Dessa forma, eles pretendem estudar como serão utilizados os valores e analisar como é a aceitação da Bitcoin dentro de uma comunidade, além de estimular seu uso e fortalecê-la. “Quisemos dar um desafio para algumas das mentes mais brilhantes da tecnologia desta geração: quando você chegar ao campus nesse outono [setembro a dezembro no hemisfério Sul], todos os seus colegas terão acesso à Bitcoin. O que você irá criar para lhes dar maneiras interessantes de usá-la?”, provoca Dan Elitzer, criador do Clube de Bitcoin e estudante de MBA no MIT, um dos nomes por trás do projeto.

O estudante Jeremy Rubin, que também está participando do projeto, compara o MIT Bitcoin Project a liberar o acesso à internet quando a internet não estava nem perto de ser tão popular como hoje. Para o lado do MIT, a iniciativa coloca o instituto na vanguarda do estudo de Bitcoin, sendo o primeiro lugar no mundo com acesso generalizado à moeda.

Production Of Bitcoins By Mike Caldwell of Casascius

O pontapé inicial do projeto vem da própria comunidade de Bitcoin, que ajudou Rubin e Elitzer a juntar o equivalente a 500 mil dólares na moeda. O valor será utilizado tanto para financiar os custos de implantação de infraestrutura como para distribuir a renda inicial para os 4.528 alunos de graduação do MIT.

O projeto terá início só no terceiro trimestre. Até lá, a dupla tem o objetivo de facilitar o uso da Bitcoin no campus, conversando com vendedores para que eles aceitem Bitcoins como meio de pagamento, o que estimulará o uso da moeda digital pelos estudantes.

Com informações: The Verge

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Vagner Alexandre Abreu
Hum... há várias possibilidades aí, mas duas possíveis são: - A mais otimista: a moeda ser usada realmente como "valor de troca" e fazerem negócios em bitcoins como se estivessem em uma economia quase comum, tirando a especulação financeira. Todos sempre estariam com valores quase iguais de moedas, uma vez que dinheiro seria uma espécie de "valor de troca por algo". - A mais pessimista: a moeda ser usada como "valor de especulação", e tentarem fazer o bitcoin valer para mais ou para menos dependendo de quem tem o maior número de moedas, ou todos se juntarem, pegarem suas moedas e trocarem no mercado por dólares. Cabou projeto. :p