Início » Arquivos » Jogos » CEO do Ouya defende o console contra Fire TV: “para nós, jogos não são só um ‘algo a mais'”

CEO do Ouya defende o console contra Fire TV: “para nós, jogos não são só um ‘algo a mais'”

Por

Ontem, a Amazon revelou seu set-top-box, o Fire TV, que tem configuração mais forte que a concorrência e também roda jogos baseados em Android. Essa última característica, aliada ao preço de 99 dólares, inevitavelmente fez com que ele fosse comparado ao Ouya e a CEO do console já se pronunciou a respeito.

Julie Uhrman disse que os focos dos dois produtos são diferentes: enquanto games são para o Fire TV um “algo a mais”, para o Ouya são o principal – e esse e só um dos diferenciais do seu console. “Assim como a Amazon criou um novo jeito de vender online, Ouya inventou uma nova maneira de pensar sobre consoles”, reconhece.

ouya destaque

Outro ponto é a relação que tem com os devs. O Ouya tem uma conexão direta com desenvolvedores independentes, enquanto a Amazon tem sua própria equipe de desenvolvimento e está criando parcerias com outros grandes estúdios e publishers para trazer mais conteúdo ao Fire TV.

A fala de Julie até faz sentido, afinal, o Ouya é primariamente um console mesmo e o Fire TV, um media center. Mas, observando por outro ângulo, o Fire TV, além de ter hardware mais potente que o Ouya, também oferece uma experiência de entretenimento mais ampla justamente por não se limitar a ser um console.

Além disso, não dá para dizer que a Amazon não está investindo nos jogos: depois de anunciar o Fire TV, ontem mesmo, a empresa revelou ter contratado Kim Swift e Clint Hocking, designers de Portal e Far Cry 2. Também fazem parte do time o estúdio Double Helix, de Killer Instinct, e Erik Nylund, roteirista de Halo, entre outros profissionais. E, convenhamos, nada impede que os jogos no Fire TV não sejam um teste para que um console da Amazon seja lançado no futuro.

Com informações: CVG