Início » Arquivos » Celular » Patentes da Apple sugerem que seu aparelho aprenda como é utilizado para economizar bateria

Patentes da Apple sugerem que seu aparelho aprenda como é utilizado para economizar bateria

Avatar Por

Nesta quinta-feira, duas patentes foram publicadas nos EUA pela Apple, ambas referentes a possíveis planos da empresa para otimizar a bateria em seus dispositivos. As duas sugerem, de maneiras diferentes, que o consumo seja baseado no uso que o usuário costuma fazer com o gadget – seja um smartphone, player de música, tablet ou notebook (ou melhor, iPhone, iPod, iPad ou Macbook).

O primeiro documento fala de uma tecnologia que permite ao aparelho analisar como está sendo usado, quando tem sua bateria recarregada e por quanto tempo isso ocorre. Essas informações são obtidas a partir dos sensores – GPS, iluminação, movimentação, etc – e permitem que ele entenda, por exemplo, que o smartphone usa redes móveis pela manhã mas não à tarde, ou que é mais utilizado aos finais de semana. Ele também consegue descobrir quando há uma recarga sendo feita por necessidade (quando está sem bateria) e quando é apenas por conveniência (por exemplo, ao conectá-lo a um carregador chegando no escritório).

A partir delas, ele mesmo decide que recursos ativar e desativar ou a performance que será utilizada em que momento, fazendo com que, sempre que seja imprescindível o uso do dispositivo, haja bateria para isso.

Pânico, terror, gritaria

Pânico, terror, gritaria

A outra patente foca em aplicativos e outros recursos de background que consomem bateria discretamente, fazendo com que a carga seja distribuída de acordo com a necessidade de cada um. Ela também sugere se basear nesses recursos para compreender o comportamento do usuário e prever, dessa forma, o que fará no futuro no aparelho – e garantindo que haverá bateria para tanto.

A principal diferença entre os sistemas patenteados e os gerenciadores de bateria que já existem é que, nos das patentes da Apple, não há intervenção do usuário, seja para detalhar seu dia a dia, para escolher aplicativos que continuam rodando ou simplesmente para avisá-lo de um modo de economia que foi iniciado.

Como de costume quando o assunto são patentes, não há nenhuma confirmação de que a Apple pretende realmente utilizar a tecnologia descrita nesses documentos em seus próximos lançamentos, ou em qualquer momento no futuro: é comum que as empresas de tecnologia apenas protejam suas criações com patentes, sem necessariamente adotá-las.

Com informações: CNET, Cult Of Mac

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Minato Namikaze
A tá, igual o batery guru faz a mais de um ano? Legal
Vagner Alexandre Abreu
Apple da cabeça dura Qual é a patente que te patenteia...
Bruno Amorim
Battery Guru mandou um abraço
@
Isso já existe há muito tempo. Alguns apps do Android aprendem como você utiliza o aparelho e usam essas informações para economizar bateria. O mais conhecido é o Battery Guru. A Apple sempre patenteando o que é dos outros. Triste!
Thiago Carvalho Petrolini
Bom, mas isso já acontece com alguns aparelhos android (especificamente os que utilizam processadores Snapdragon). Existe um app da própria Qualcomm que faz exatamente tudo isso. Ele se chama Battery Guru.