Arquivos Jogos

Conheça o Arduboy, um minigame do tamanho de seu cartão de crédito

Renata Persicheto
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

O designer Kevin Bates criou o Arduboy, um cartão de visitas mixado com minigame. O brinquedinho, que tem dimensões semelhantes às de um cartão de crédito, possui uma tela minúscula, um pad de controle e dois outros botões, além de uma bateria que permite até 9 horas de Tetris rolando solto.

arduboy-940x592

O projeto ainda não passa de um conceito, mas, segundo Bates, deve chegar ao Kickstarter em breve. Além do mini-Tetris, o Arduboy deve suportar outros tipos de softwares e jogos, desenvolvidos por membros de um site que deve ser lançado junto da campanha de financiamento. Segundo o campo de perguntas frequentes do site do criador, serão necessários apenas US$ 820 para atingir a meta de cobrir os custos de licença da criação. O preço do cartão, no entanto, ainda é desconhecido.

O minigame não é, nem de longe, uma ameaça para portáteis da grande indústria de jogos, mas sem dúvidas tem seu valor: se lançado, o Arduboy será considerado o videogame portátil mais fino do mundo, com só 1,6mm de espessura. Isso é possível porque, como sugere o nome, o cartão foi desenvolvido com uma placa Arduino, e em sua extensão se encaixam bateria e seus outros componentes, como a tela de OLED de 64 pixels.

Apesar do desejo de Bates de tornar o cartão uma verdadeira distração manual de bolso, os jogos de outros consoles, como o Gameboy, não podem ser rodados nele, pelo menos por enquanto, mas está trabalhando em uma nova versão que poderá fazê-lo.

Por enquanto, o criador do projeto pretende vender os “kits de desenvolvimento” do cartão por trinta dólares, e garante a entrega para qualquer lugar do mundo. “Estou planejando oferecer uma edição limitada de unidades feitas à mão, por cinquenta dólares. Também quero vender um set ainda mais raro, por US$ 100, que irá incluir uma arte customizada que eu mesmo desenharei para cada doador.”

ccaoj4onagx3hdn4r7iz

Bates também diz estar procurando por pessoas para produzir o cartão em massa: “Todo apoio em procurar um fabricante seria de muito bom grado nesse estágio.”

Pode ajudar? Se manifeste no site!

Renata Persicheto

Louca das canetas, papéis e gatos, comecei a jogar videogames para ganhar a vida em 2012. Web e escrita funcionam como uma só entidade para mim: escrevo receitas de bolo, conto histórias, transcrevo entrevistas e gasto palavras nos textões™, passando e ficando pelo território dos jogos - tudo ao mesmo tempo. Falo muito, escrevo mais ainda.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque