Início » Arquivos » Celular » MediaPad X1, um tablet compacto que também é um telefone (e outras novidades da Huawei)

MediaPad X1, um tablet compacto que também é um telefone (e outras novidades da Huawei)

Empresa chinesa também mostrou TalkBand B1, uma pulseira inteligente

Paulo Higa Por
Huawei MediaPad X1: nem parece que tem tela de 7 polegadas

Huawei MediaPad X1: nem parece que tem tela de 7 polegadas

Direto de Barcelona — Antes do início oficial da Mobile World Congress 2014, que acontece nesta segunda-feira (24), a Huawei preparou um evento em Barcelona no domingo para apresentar suas novidades para o mercado de dispositivos móveis. Dois deles chamaram mais a atenção: o MediaPad X1, um tablet de 7 polegadas que é mais compacto que os da concorrência e faz ligações, além do TalkBand B1, a pulseira inteligente da Huawei.

MediaPad X1

O MediaPad X1 aposta em portabilidade para se diferenciar em um mercado com produtos já consolidados. Richard Yu, o chairman da divisão de dispositivos móveis da Huawei, afirma que, apesar de ter uma tela com quase o mesmo tamanho do Nexus 7 e do iPad mini, o MediaPad X1, com seu corpo de alumínio, é significativamente mais compacto, com peso de 239 gramas e espessura de apenas 7,18 mm.

huawei-mediapad-x1

Richard Yu fez questão de demonstrar ao público que o MediaPad X1 cabe perfeitamente no bolso. E ele fez isso de uma forma bem clara: em uma das ocasiões, o executivo chegou a pedir ajuda do pessoal da Huawei, que entregou um iPad mini. “Olha, não cabe”, disse Yu tentando guardar o tablet da Apple no bolso da calça, sem sucesso. Depois, ele exibiu o MediaPad X1, que deslizou suavemente para dentro do bolso. Não ficou discreto, mas deu certo.

Mas, apesar de ser bem leve e fino, a Huawei não economizou muito nos componentes internos. O chip é o novo HiSilicon Kirin 910, da própria Huawei, que acompanha um processador quad-core de 1,6 GHz e GPU Mali-450 MP4. Há 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno (com entrada para microSD de até 32 GB). O processador ainda é baseado no velho Cortex-A9, mas parecia bem competente nos poucos minutos em que tive contato com o tablet.

A tela de 7 polegadas, que é bem brilhante e tem excelente definição, possui resolução de 1920×1200 pixels e painel IPS. A Huawei diz que a tela tem tecnologia LTPS, que reflete menos luz e tem mais brilho. Para dar conta dela, há uma bateria gigante de 5.000 mAh dentro do tablet. Para aproveitar toda a carga, é possível usá-la como bateria externa; dá para recarregar um smartphone conectando-o ao MediaPad X1, por exemplo.

A câmera traseira possui uma exagerada resolução de 13 MP, com sensor iluminado Exmor R da Sony e lente de cinco elementos com abertura f/2,2. Já a câmera frontal, assim como a Huawei tem feito nos aparelhos mais novos, possui uma resolução acima do que costumamos ver em outros smartphones e tablets: são 5 MP, o que melhora a qualidade de selfies, segundo a Huawei. Há inclusive um recurso de software para melhorar os auto-retratos tirados pelo MediaPad X1, corrigindo imperfeições da pele.

Compacto, mas ainda é um tablet

Compacto, mas ainda é um tablet

Só 7,18 mm de espessura

Só 7,18 mm de espessura

Uma traseira de alumínio que gosta de impressões digitais

Uma traseira de alumínio que gosta de impressões digitais

Se considerarmos o MediaPad X1 como um tablet de 7 polegadas, ele é um pouco caro. Já se pensarmos nele como um smartphone topo de linha esticado, o preço é até competitivo. Na Europa, ele terá preço sugerido de 399 euros. Na América Latina, o aparelho chega a partir de março.

TalkBand B1

Apesar de ser bem compacto, talvez não seja muito legal ficar tirando o MediaPad X1 do bolso para atender ligações. Então, a Huawei também apresentou um gadget vestível, chamado de TalkBand B1. Por 99 euros, trata-se de uma pulseira colorida que possui uma tela OLED flexível de 1,4 polegadas para exibir, entre outras informações, o horário atual, o número de passos dados e o telefone de quem está te ligando.

huawei-talkband-b1

O TalkBand B1 se comunica com Android ou iPhone por meio do Bluetooth 4.1 e se conecta rapidamente a smartphones com NFC. Ele tem microfone, o que significa que você pode falar com alguém por meio da pulseira, embora esta ainda seja uma cena meio estranha. Diz a Huawei que, com a pequena bateria de 90 mAh, dá para usá-la por até seis dias seguidos e conversar por até sete horas contínuas.

Assim como vários outras pulseiras e relógios inteligentes, o TalkBand B1 usa os sensores para monitorar seus passos e fazer um registro da sua atividade física. Os dados são sincronizados para um smartphone e exibidos através de um aplicativo da própria Huawei, que inclusive verifica a duração e qualidade do seu sono e transforma o TalkBand B1 em um despertador inteligente.

Outros anúncios: um smartphone intermediário com 4G e um tablet de 8 polegadas

huawei-anuncios-mwc-2014

Além dos produtos que roubaram a cena, a Huawei mostrou o Ascend G6. Com ele, a Huawei afirma que pretende levar o 4G para mais gente. O aparelho se parece muito com o Ascend P6, smartphone bem elegante que testamos no ano passado.

Ascend G6: 4G para mais gente

Ascend G6: 4G para mais gente

Pelo menos, dessa vez a Huawei apostou no Snapdragon 400, não no HiSilicon K3V2 do Ascend P6 que, apesar de trazer números bonitos na ficha de especificações técnicas (ele possuía um processador quad-core de 1,5 GHz), na prática não rendia tanto assim. O hardware do Ascend G6 é o seguinte:

  • Processador: quad-core Snapdragon 400 de 1,2 GHz;
  • GPU: Adreno 305;
  • RAM: 1 GB;
  • Armazenamento interno: 8 GB (com entrada para microSD de até 32 GB);
  • Tela: LCD de 4,5 polegadas com resolução de 960×540 pixels;
  • Bateria: 2.000 mAh;
  • Câmeras: 8 MP (traseira) e 5 MP (frontal).
MediaPad M1, o tablet de 8 polegadas da Huawei com design familiar

MediaPad M1, o tablet de 8 polegadas da Huawei com design familiar

Na lista, consta o suporte ao LTE de banda 7, o mesmo usado no Brasil, mas ainda não há informações sobre preços ou datas de lançamento para o nosso país. No velho continente, o modelo 4G chega a partir de abril por 249 euros.

O MediaPad M1, com tela de 8 polegadas e um design que lembra bastante o HTC One, é mais simples que o MediaPad X1, apesar de trazer o mesmo chip HiSilicon Kirin 910. Também não há o apelo da portabilidade: aqui, temos um tablet convencional de 329 gramas.

Este é o hardware:

  • Processador: quad-core Kirin 910 de 1,6 GHz;
  • GPU: Mali-450 MP4;
  • RAM: 1 GB;
  • Armazenamento interno: 8 GB ou 16 GB (com entrada para microSD de até 32 GB);
  • Tela: LCD de 8 polegadas com resolução de 1280×800 pixels;
  • Bateria: 4.800 mAh;
  • Câmeras: 5 MP (traseira) e 1 MP (frontal).

De acordo com a Huawei, o MediaPad M1 chega à América Latina ainda neste primeiro trimestre do ano.

Paulo Higa viajou para Barcelona a convite da Nokia.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Rafael G. Alves
Esse MediaPad M! é o irmão mais velho do HTC One. "Design familiar"