Início / Arquivos / Antivírus e Segurança /

Chrome 33 para Windows vai bloquear extensões que não estão na Chrome Web Store

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

O Google anunciou em novembro de 2013 que lançaria uma atualização para a versão para Windows do Chrome com o objetivo de bloquear a instalação de extensões hospedadas fora da Chrome Web Store. A mudança está próxima de acontecer: ela terá efeito a partir do Chrome 33, que deverá ser liberado nas próximas semanas.

A ideia do Google é proteger o usuário de extensões instaladas silenciosamente, que podem alterar configurações importantes sem autorização. Algumas delas chegam a mudar a página de nova aba. Como as extensões do Chrome deverão ser hospedadas na Chrome Web Store, o Google terá como controlar a distribuição e removê-las caso sejam maliciosas, pelo menos na teoria.

chrome-logo-cortado

O Chrome 33 para Windows está em versão beta. A versão estável, de acordo com esta página do projeto Chromium, tem previsão para ser lançada no final de fevereiro. Com a atualização, extensões que foram instaladas previamente e não estão hospedadas na Chrome Web Store serão desativadas e não poderão ser ativadas novamente pelo usuário.

A decisão afeta apenas as versões estáveis e betas do Chrome para Windows. Ainda será possível instalar extensões localmente no Chrome disponível nos canais Dev e Canary, embora elas não sejam recomendadas para uso diário por serem instáveis. As versões para OS X e Linux, mesmo estáveis, não terão nenhuma mudança.

Se você é desenvolvedor, ainda poderá testar extensões usando uma opção no menu de ferramentas. Se não quiser que os usuários de Windows parem de usar suas extensões, será necessário migrá-las para a Chrome Web Store, que exige uma taxa de inscrição de 5 dólares.

Com informações: The Next Web.