Muita gente sabe o quanto é difícil conseguir um primeiro emprego, enquanto seu diploma de faculdade ainda está fresco. Mais difícil ainda é encontrar o emprego dos seus sonhos. E se você sonha em trabalhar numa grande produtora de jogos, meu amigo… Esse sonho fica ainda mais distante.

Ou nem tanto, veja só.

A Ubisoft, produtora responsável pelas franquias Assassin’s Creed, Rayman, Far Cry e outras bastante reconhecidas, abriu um programa que visa encontrar novos talentos no mercado, focado especialmente em recém-saídos da faculdade. Se você tem interesse em trabalhar com programação de games ou gerenciamento de projetos, saiba que as vagas serão distribuídas entre os escritórios da Ubi ao redor do mundo, o que inclui Estados Unidos, Alemanha, Finlândia, Suécia, Romênia, França, Reino Unido e Canadá – nada de Brasil por enquanto, já que o escritório aqui é só de business, sem desenvolvimento de jogos.

img ubi

O programa de trainee deve ter início em setembro deste ano e adotará 25 recém-graduados. Durante dois anos, os profissionais poderão explorar a fundo as carreiras do projeto, que aceitará formandos em administração de empresas, economia, gerenciamento de projetos e engenharia.

No primeiro ano, cada participante deve permanecer no escritório de sua cidade natal, e, nos últimos doze meses, serão enviados para outras unidades, numa espécie de intercâmbio. “Nós estamos procurando por um time forte, que seja orientado por resultados e tenha excelentes habilidades para resolver problemas. Eles precisam estar abertos para trabalhar em diferentes locais do mundo, em inglês, e com times multiculturais. É claro que esperamos que os candidatos tenham um interesse genuíno em videogames!”, diz o edital do programa.

No anúncio, a Ubisoft deixa claro que os escritórios participantes são Paris, Annecy e Montpellier, na França, Blue Byte, na Alemanha, Redlynx, na Finlândia, Massive, na Suécia, Bucharest, na Romenia, Reflections, no Reino Unido, Redstorm, nos EUA e Montreal, Quebec e Toronto, no Canadá.

Por ora, é dito que somente graduandos desses países estão aptos a se increver no projeto. O que não fica muito explícito é se eles aceitam inscrições de outras nacionalidades, porém que sejam residentes nos países inclusos no projeto. Então, caso você more em alguma das localidades mencionadas, não custa nada tentar – basta poder se locomover pelo mundo e ser fluente em inglês. Outros requerimentos para Gerentes de Projeto envolvem saber trabalhar em equipe e ser pró-ativo.

Map-Fixed

Agora, se você for mesmo da programação, precisa saber que, para se inscrever, é necessário um diploma em engenharia ou ciência da computação, além de bom conhecimento dos princípios do desenvolvimento de softwares (análise, implementação, otimização, debugg) e habilidades ninjas em C++, além de conhecimento em gerenciamento de bancos de dados (MySQL e Redis). Caso você conheça tudo isso, e mais um pouco (ou muito) de Java e Python, e manje também de serviços online e computação distribuída, suas chances aumentam exponencialmente. Vale arriscar!

Se tudo der certo, ao final dos dois anos de treinamento, os candidatos assinarão um contrato de longo prazo com os estúdios locais. Dá pra se inscrever e ler mais sobre o projeto diretamente no blog da Ubi.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Forbidden_404
Essa é uma iniciativa ótima, quem sabe quando eu me graduar, já não esteja acontecendo aqui, né?
Leandro Sousa
Vamos arriscar....????
Leonardo Domingues
Otima iniciativa da Ubi. Se estivesse me formado eu tentaria.
Rodrigo Flausino
Esse lance da Ubisoft formar alguém já vem de muito tempo. Numa palestra antiga do XNA Gamefest em São Paulo, o Bertrand Chaverot comentou sobre isso, numa época onde a Ubisoft tinha estúdios de desenvolvimento no Brasil: http://www.youtube.com/watch?v=A3536550rS8