Enquanto a Apple não se pronuncia oficialmente sobre um suposto relógio de pulso inteligente, fontes com bom histórico de rumores continuam fazendo afirmações sobre o iWatch. Aparentemente, ele terá múltiplos sensores que permitirão monitorar as condições de saúde do usuário, além de tecnologias como painéis de carregamento solar e tela curva.

Mark Gurman, do 9to5Mac, afirma que o iOS 8 terá um aplicativo internamente chamado de Healthbook. Ele funcionaria de maneira semelhante aos aplicativos Nike+ Running e Fitbit, salvando estatísticas do número de passos, calorias queimadas e quilômetros percorridos, por exemplo. No entanto, por meio da integração com o iWatch, seria possível até mesmo exibir informações sobre os sinais vitais do usuário.

Um dos inúmeros conceitos do iWatch

Um dos inúmeros conceitos do iWatch

Com a ajuda dos sensores do iWatch, o Healthbook mostraria a taxa de batimento cardíaco, a pressão sanguínea e o nível de hidratação do usuário. Além disso, o aplicativo permitiria cadastrar informações sobre os seus medicamentos. Dessa forma, o iPhone passaria a avisá-lo quando estiver na hora de tomar os remédios.

Tirando o deles da reta, o 9to5Mac diz que a Apple pode decidir remover o Healthbook do iOS 8 antes do lançamento. Hoje, o aplicativo supostamente possui ícone e interface bem parecidos com os do Passbook.

E sobre o hardware? As fontes do New York Times revelam algumas tecnologias que a Apple vem testando para o iWatch. Além de afirmar que o relógio teria vidro curvo, o jornal diz que a Apple estuda colocar uma camada de carregamento solar na tela, o que permitiria carregar a bateria durante o dia.

O próprio New York Times diz que uma tela com camada de carregamento solar pode “levar anos para se tornar uma realidade”, então talvez não vejamos algo do tipo na primeira geração do smartwatch. Entretanto, vale lembrar que a Apple publicou no ano passado uma vaga de emprego procurando por um engenheiro com experiência em energia solar.

Outro possível recurso do iWatch seria o carregamento sem fio. É algo parecido com o que vemos em alguns smartphones da Nokia, mas que a Apple parece não apoiar tanto: o vice-presidente sênior de marketing, Phil Schiller, afirmou durante o lançamento do iPhone 5 que esses carregadores wireless ainda precisam ser conectados a uma tomada, então aparentemente não há muita vantagem.

A Apple, claro, não confirma nem nega nenhum dos rumores relativos ao iWatch. Mesmo assim, Tim Cook já disse algumas vezes que a empresa estava interessada em lançar uma “nova categoria de produto” em 2014. E parece que será mesmo um relógio.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Elton Fabricio
Celso Alves de Oliveira Caraca! Não foi minha intenção... se ofendi alguém peço desculpas! Acho que se você está feliz com o seu corpo, malhado ou não, sendo sedentário ou não é o que importa... tem muita gente acima do peso e feliz, não quis ofender ninguém. Novamente, peço desculpas.
Celso Alves de Oliveira
ELTON FABRÍCIO, vale focar o produto e elogiá-lo, só não vale Bulling explicito: Discriminação e preconceito com pessoas com peso acima do padrão. Pega mal e resulta em falta de originalidade para tecer um simples comentário: E olha que eu não estou acima do peso e assim mesmo me doeu. Imagine o estrago psicológico nos outros.
sias
Concordo com o argumento dele sobre os carregadores sem fio....na verdade são com fio.
Caio Oliva
Verdade. O galaxy gear (smartwatch da sammy) é um lixo. Não dura nada. Mas a Apple não faria algo mal elaborado como o da Samsung, creio eu.
Elton Fabricio
Eu não estava dando atenção aos rumores do iWatch até começarem a especular as tecnologias e recursos voltados à saúde. Pelo menos pra mim, seria sensacional controlar frequência cardiaca, pressão arterial, etc... por meio de um app integrado ao relógio. Seria um Nike+ completamente tunado... pra quem pratica atividades físicas é ótimo, já pros gordos sedentários, "apenas um relógio".
Marcus Vinícius De Barros Pontes
Esse "conceito" de iWatch que ilustra o post me deu uma crise de riso. sinceramente, tomara que tudo aí seja rumor sem fundamento. A Apple (ou Samsung, ou MS, etc) pode lançar um relógio inteligente lindo, com um monte de tecnologia atochada nele, mas se a bateria não durar no mínimo uma semana, não estou interessado.