Faz exatamente 30 anos que a Apple revelou ao mundo o primeiro computador Macintosh. O iFixit, acostumado em desmontar produtos da Apple assim que eles são lançados, fez algo diferente: foi conferir o que há dentro do Macintosh 128K, lançado em 24 de janeiro de 1984, que custava uma fortuna, tinha mouse com apenas um botão e vinha com um monitor de tubo preto e branco.

macintosh-128k-frente

O Macintosh 128K rodava System 1.0 e tem esse nome porque vinha com 128 KB de RAM. Ele foi lançado por US$ 2.495. Corrigindo o valor com a inflação americana, seria vendido atualmente por cerca de 5,6 mil dólares. A máquina tinha processador Motorola 68000 de 8 MHz, tela CRT de 9 polegadas com resolução de 512×342 pixels (são 72 pixels por polegada!) e um drive de disquete de 3,5 polegadas com capacidade de 400 KB.

mouse-apple

Os periféricos também eram bem diferentes. O mouse tinha apenas um botão e vinha com aquela maldita bolinha que enchia de gordura e sujeira com o tempo. Já o teclado era mecânico, fazia bastante barulho e não vinha com as teclas direcionais como os teclados atuais, porque a Apple queria incentivar o uso do mouse, uma novidade da época. Na cor bege, eles também não eram a coisa mais bonita do mundo.

No interior do Macintosh 128K, além de circuitos eletrônicos e uma fonte de alimentação de apenas 60 watts, havia assinaturas de alguns funcionários da Apple, incluindo Steve Jobs, Steve Wozniak e Bill Atkinson. Como a máquina possuía um monitor CRT, era perigoso mexer dentro do Macintosh 128K, uma vez que essas telas funcionam com corrente de alta tensão. Ah sim: o Motorola 68000 não precisava de cooler para ser resfriado.

macintosh-128k-monitor

O índice de reparabilidade do Macintosh 128K foi 7 de 10 (quanto maior, mais fácil de consertar). Ou seja, nem naquela época reparar produtos da Apple era exatamente fácil — o iFixit diz que a carcaça é relativamente difícil de abrir, por possuir encaixes justos e parafusos profundos, sem contar o perigo da tela CRT. Pelo menos não há cola prendendo os componentes, como a Apple faz hoje.

macintosh-128k

Você pode conferir todo o processo de desmontagem do Macintosh 128K nesta página do iFixit.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Max Ribeiro
sera que esse pc roda gta 5 kkkk
Fábio Emilio Costa
Lembrando que o drive de disquete não tinha um botão de ejeção: você ejetava o disco movendo o ícone do mesmo para a Lixeira. Se houvesse qualquer falha de energia, o disco ficava preso dentro da unidade e muitas vezes exigia que o Mac fosse desmontado para acessar-se o drive de disquete e conseguir fazer o acionamento mecânico do dispositivo de ejeção do disquete