O Moto Maker, serviço da Motorola que permite ao usuário comprar um Moto X com visual personalizado, ainda não está disponível no Brasil, mas isso deve mudar em breve. O PhoneArena encontrou três vagas de emprego publicadas pela Motorola na quinta-feira passada (2) para pessoas que serão responsáveis por comandar as operações do Moto Maker em diferentes locais, sendo uma especificamente para a América Latina.

O site de carreiras da Motorola lista uma vaga para um trabalho em tempo integral como gerente de programa do Moto Maker em Jaguariúna, no interior de São Paulo, mesma cidade onde a Motorola produz boa parte de seus smartphones vendidos no Brasil. O funcionário será responsável por coordenar o Moto Maker, otimizando os processos de produção e mantendo contato com fornecedores e parceiros.

motorola-gerente-moto-maker-brasil

A vaga exige fortes habilidades de negociação, atenção aos detalhes, gerenciamento e solução de conflitos e alto conhecimento do mercado de celulares e tablets, além de no mínimo sete anos de experiência na indústria de eletrônicos de consumo e ensino superior completo, sendo preferível ter um MBA no currículo.

No lançamento do Moto X no Brasil, em setembro de 2013, a Motorola afirmou estar estudando a possibilidade de lançar o serviço em 2014. A fabricante de celulares do Google chegou a registrar o domínio motomaker.com.br, provavelmente como forma de proteger o endereço. Recentemente, a empresa passou a listar novas cores do Moto X na loja online: além do preto e branco, há um modelo na cor violeta (que para mim é rosa) e outro azul.

moto-maker

Nos Estados Unidos, o Moto Maker permite personalizar o Moto X com 266 combinações de cores diferentes. São duas opções de cores na parte frontal (preto ou branco), sete para os botões e para o anel da câmera e 19 para a traseira, sendo uma de madeira, vendida por um adicional de US$ 100. Também é possível adicionar uma mensagem personalizada na traseira e na tela de inicialização.

Procurada pelo Tecnoblog, a Motorola Mobility afirma que ainda planeja lançar o serviço no país. “O Moto Maker foi idealizado inicialmente para o mercado norte-americano e, por ser um projeto grande e complexo, que envolve muitos fornecedores, a empresa ainda estuda a possibilidade de trazê-lo para o Brasil”, diz a empresa.