Início » Arquivos » Telecomunicações » Com novo regulamento da Anatel, operadoras poderão trocar multas por investimentos

Com novo regulamento da Anatel, operadoras poderão trocar multas por investimentos

Emerson Alecrim Por

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou, na tarde de ontem, o regulamento que dá às operadoras de telecomunicações a possibilidade de “trocar” as multas aplicadas pelo órgão por investimentos no setor.

Para tanto, as companhias terão que assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para cada irregularidade que resultou em multa. Uma vez celebrado e respeitado, o documento ocasiona o arquivamento do processo referente ao problema.

O TAC só será aprovado, no entanto, se a companhia se comprometer a solucionar a irregularidade no prazo de até seis meses, aplicar medidas preventivas quando cabível e, finalmente, apresentar uma proposta que beneficie o consumidor (o investimento em si) e que possa ser executada em, no máximo, quatro anos.

Estes investimentos não precisam, necessariamente, ter ligação com a irregularidade que levou à penalização, mas devem se enquadrar em uma de duas possibilidades, conforme o caso. A primeira é que a operadora ofereça a clientes descontos cujo valor total corresponda a pelo menos 50% do valor original da multa. Nos processos em primeira instância, este limite mínimo cai para 25% como forma de incentivar as prestadoras a buscarem acordos logo no início do procedimento.

sede-anatel-hero

A segunda é que o investimento seja convertido em projetos importantes, mas que normalmente são ignorados pelas operadoras por gerarem pouco ou nenhum lucro, como a expansão da rede de telefonia em uma localidade afastada de grandes centros urbanos. Neste caso, o valor total deve ser de, no mínimo, 80% do montante da multa ou 40% nos casos em primeira instância.

Não há como não presumir que este regulamento vai, na verdade, aliviar consideravelmente as punições aplicadas às operadoras, mas a Anatel defende a ideia sob o argumento de que as TACs trarão benefícios mais rápidos à sociedade ao diminuir as não raramente dispendiosas e demoradas disputas judiciais referentes às multas.

A Anatel também ressalta que haverá cuidados para evitar que os acordos deixem de trazer algum tipo de ônus às empresas, reconhecendo que o contrário fará que com as irregularidades continuem sendo frequentes.

Para reforçar este aspecto, as operadoras poderão ficar impedidas por quatro anos de estabelecer novos acordos caso descumpram TACs já firmadas. Este período sobe para oito anos caso mais de 50% das TACs sejam desrespeitadas. Além disso, não haverá possibilidade de readequação de compromissos, ou seja, de se criar “TAC de TAC”.

O regulamento é aplicável para serviços de telefonia móvel e fixa, acesso à internet e TV por assinatura. As regras entrarão em vigor tão logo sejam publicadas no Diário Oficial da União, o que deverá acontecer nos próximos dias.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Messias Tavares
"...que o investimento seja convertido em projetos importantes, mas que normalmente são ignorados pelas operadoras por gerarem pouco ou nenhum lucro, como a expansão da rede de telefonia em uma localidade afastada de grandes centros urbanos. Neste caso, o valor total deve ser de, no mínimo, 80%" Deveria/devera ser OBRIGATÓRIO! Ou, não é multa.
Lucas Sandoval
Como melhorar a qualidade dos serviços? Eliminar as 250 leis q dificultam a instalação de infraestrutura. reduzir drasticamente os impostos. permitir a entrada de mais concorrentes. A solução é sempre fazer o estado atrapalhar MENOS.
Gustavo Côrtes
Isso é um absurdo. A empresa é multada por NÃO fazer o MÍNIMO. Agora, ela não vai fazer o que deve e ao invés de pagar pelo erro, vai ter uma segunda chance de se acertar e ficar tudo por isso mesmo.
Yago G. Oliveira
Você leu? Na minha opinião, sou mais a operadora ser obrigada a investir do que esse dinheiro ir pra Anatel e ter um destino incerto.
Willian Nobuo
Seis meses? Se a multa eh imediata, pq o investimento pode ser em seis meses. Tem que ser solução imediata no mínimo.
Vanderlei Costa
quem acredita que essas operadoras pagam essas multas também devem acreditar em papai noel existe, coelhinho da páscoa, mula sem cabeça, saci pererê. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.
André Nunes
Engraçado, já é obrigação da operadora fazer investimentos, a Anatel deveria proteger a população mas faz ao contrário, deve rolar muita grana e o ministério público finge que não vê.
Jacques Braga Szmelcynger Júnior
Finalmente! Segunda feira abro uma reclamação formal no procon por problemas recorrentes e a demora no atendimento e resolução.
Mike Metralha
A Telecomica deve investir o valor das multas recebidas em seu fundo de pagamentos de multas, que serve para pagar novas multas recebidas.
Gustavo Hofer
essa anatel é um engodo
Rodrigo Reis
Poxa, prefiro que a multa retorne em benfeitoria do que vá para a Anatel --> Bolso de algum politico corrupto!!!!!! Finalmente a Anatel acertando em uma.
Andre Badiani
isso é piada?