Início / Arquivos / Legislação /

São Paulo agora conta com versão online do Disque Denúncia

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Graças a uma parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e o Instituto São Paulo Contra a Violência, o governo do Estado de São Paulo colocou em funcionamento, nesta terça-feira, o Web Denúncia, uma versão online do já bastante difundido Disque Denúncia (181).

alckmin web denúncia

A ideia é oferecer ao cidadão a opção de comunicar pela internet a ocorrência de crimes às autoridades policiais, mas mantendo o mesmo nível de sigilo e anonimato das denúncias efetuadas por telefone. Os registros podem ser feitos a qualquer hora e em todos os dias da semana, inclusive feriados.

Nesta fase inicial, podem ser denunciados crimes de homicídio doloso, latrocínio, roubos, furtos de veículos, tráfico de drogas, sequestros, além de indivíduos procurados pela polícia. Para os casos que não se enquadram em nenhuma destas categorias, a única opção continua sendo o Disque Denúncia.

Isso acontece porque há um formulário específico para cada tipo de crime no site do Web Denúncia. Além de descrever a ocorrência, o denunciante pode enviar vídeos, fotos ou imagens digitalizadas de documentos que possam ajudar nas investigações. Os registros são analisados pelos mesmos policiais que verificam as informações que chegam via telefone 181.

web_denuncia_crimes

O interessante é que, depois que a denúncia é registrada, o serviço gera uma chave e uma senha que permite ao cidadão acompanhar o seu andamento ou saber se as autoridades estão solicitando informações adicionais.

Dada a criticidade do assunto, o site do serviço recomenda expressamente que o usuário só faça denúncias a partir de computadores ou dispositivos móveis próprios, uma vez que as chances de a pessoa ser vigiada ou ter os dados que a identificam capturados são maiores em uma lan house, por exemplo.

Da sua parte, o governo garante que o Web Denúncia é seguro. Tomara que seja mesmo: imagine o tamanho do estrago se as informações recebidas pelo site vazarem na internet.