O Twitter estreou ontem na Bolsa de Valores de Nova York, a NYSE. As ações negociadas com o símbolo TWTR dispararam de valor: nos primeiros minutos, elas chegaram a subir mais de 90% em relação ao preço inicial, de US$ 26. No fim do dia, os papeis fecharam com alta de 72,69%, cotadas a US$ 44,90. Isso significa que, no momento em que escrevo este parágrafo, o valor de mercado do Twitter é de nada menos que US$ 24,46 bilhões.

70 milhões de ações foram colocadas à venda ontem, e todas foram adquiridas. Este foi o segundo maior IPO de uma empresa de tecnologia dos EUA: o Twitter arrecadou US$ 1,82 bilhão, menos que os impressionantes US$ 16 bilhões do Facebook, mas mais que o montante de US$ 1,67 bilhão obtido no IPO do Google em 2004.

twitter-ipo-primeiro-dia

O IPO do Twitter fez alguns bilionários. Com a cotação atual, os cofundadores do Twitter Evan Williams e Jack Dorsey têm US$ 2,55 bilhões e US$ 1,05 bilhão em ações da empresa, respectivamente. Já o CEO Dick Costolo ficou US$ 345 milhões mais rico depois da oferta pública de ações.

Quem apostou no Twitter antes da abertura do capital também ganhou: entre os investidores, estão o bilionário Richard Branson, fundador das empresas Virgin, o ator Ashton Kutcher e o príncipe Alwaleed Bin Talal Alsaud, da Arábia Saudita. Peter Fenton, investidor de startups que já colocou dinheiro em outros serviços, como o Yelp, fica com US$ 1,42 bilhão do Twitter.

Jack Dorsey, um dos cofundadores do Twitter: esse cara tá rico (Foto: Paulo Higa)

Jack Dorsey, um dos cofundadores do Twitter: esse cara tá rico (Foto: Paulo Higa)

É claro que eles ainda não estão exatamente ricos: as outras 475 milhões de ações que estão nas mãos dos investidores, dos fundadores e do próprio Twitter, poderão ser negociadas e transformadas em dinheiro vivo aos poucos apenas a partir de 15 de fevereiro de 2014.

Com o capital aberto, é muito provável que os investidores pressionem o Twitter a gerar mais receita. 85% do dinheiro do Twitter vêm de anúncios, então prepare-se para ver mais propagandas na rede social. Apesar do Twitter estar gerando cada vez mais receita, ele ainda sangra dinheiro: só neste ano, até o mês de junho, o serviço teve prejuízo de 69,3 milhões de dólares.

Com informações: Financial Times, G1, Marketwatch, Reuters, ValueWalk.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

portela.thiago
Poutz... e eu perdi a chance de enriquecer um pouco comprando essas ações no início das vendas... #chatiado