Quase dez meses depois do seu lançamento, o Mega, serviço de armazenamento de arquivos nas nuvens criado por Kim Dotcom para substituir o finado MegaUpload, ganhou uma série de novidades e, finalmente, deixou a fase beta.

A primeira mudança notável é um leve redesenho na interface do serviço que visa melhorar o acesso a todos os recursos, especialmente agora que há funções novas.

Nova interface do Mega inclui avatares

Nova interface do Mega inclui avatares

A empresa também assegura que, além de mais limpa e organizada, a interface foi otimizada para exigir menos processamento. Ainda no aspecto do desempenho, o Mega ficou mais estável nas transferências de arquivos, mesmo com aqueles de maior tamanho.

No que se refere às funcionalidades acrescentadas, a possibilidade de adicionar uma imagem como avatar é um dos destaques. De acordo com o Mega, este recurso permitirá ao usuário encontrar mais facilmente um amigo na sua lista de contatos com o qual deseja fazer um compartilhamento. Dá inclusive para arrastar arquivos à foto da pessoa para iniciar a transferência.

O site será capaz ainda de salvar a última sessão no navegador para automatizar os logins subsequentes, tal como já acontece em vários outros serviços online.

O Mega também ganhou uma extensão para Firefox que promete agilizar as transferências e deixá-las mais seguras, além de permitir o download de pastas inteiras. Até então, só existia uma versão para Chrome.

Em breve, talvez ainda em novembro, haverá um cliente do Mega para Windows e um app para iOS, que só não está disponível por ainda estar aguardando aprovação na App Store.

Mega para iOS

Mega para iOS

Como se vê, o Mega ainda está longe de ser tudo aquilo que Kim Dotcom prometeu, mas as melhorias estão aparecendo aos poucos. Para 2014, por exemplo, o serviço prevê chat e mensagens (similares a e-mails) com criptografia. Para o mesmo ano, espera-se também que Kim Dotcom estreie o Baboom, serviço que terá a missão de “revolucionar” o mercado de música digital.