Início / Arquivos / Computador /

iFixit desmonta novos MacBooks Pro com tela Retina: consertar e fazer upgrade de hardware continua quase impossível

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Junto com o anúncio dos novos iPads, a Apple lançou MacBooks Pro com hardware atualizado. Eles contam com processadores Intel Core de quarta geração, GPU integrada mais poderosa e tela Retina de 2560×1600 pixels (13 polegadas) ou impressionantes 2880×1800 pixels (15 polegadas). Como sempre, o iFixit desmontou os novos brinquedos e concluiu o que esperávamos: eles continuam quase impossíveis de serem consertados ou atualizados.

ifixit-macbook-pro-2

Em ambos os modelos, o iFixit nota a presença dos parafusos pentalobe da Apple, que tornam a abertura dos novos MacBooks Pro “desnecessariamente difícil”. A bateria de lítio cobre o cabo do trackpad e está colada na carcaça em vez de ser simplesmente parafusada, o que aumenta as chances de causar danos ao notebook ao tentar desmontá-lo.

O SSD agora usa a interface PCI Express para atingir velocidades maiores de leitura e escrita. Como o drive não segue um formato padrão, talvez você nunca consiga substitui-lo por outro com maior capacidade de armazenamento. Outro item que não poderá passar por upgrades é a RAM: assim como no MacBook Air, os novos MacBooks Pro possuem memória soldada na placa lógica. Então é bom gastar dinheiro na RAM no momento da compra para não se arrepender depois.

RAM soldada na placa lógica: nada de upgrades

RAM soldada na placa lógica: nada de upgrades

O problema é que aumentar a RAM ou SSD dos novos MacBooks Pro é bem caro. No MacBook Pro de 13 polegadas de entrada, que custa R$ 5.999, a atualização para 8 GB de memória custa R$ 450. O upgrade para 16 GB de RAM é vendido por R$ 1.350. O MacBook Pro de 15 polegadas mais básico, de R$ 9.999, possui 256 GB de memória flash e você pode aumentar o armazenamento para até 1 TB, mas apenas se estiver disposto a gastar até R$ 3.900.

A Apple usa peças de vários fornecedores durante a montagem dos MacBooks. No caso do modelo de 15 polegadas desmontado pelo iFixit, havia um SSD de 256 GB com memória flash e controlador fabricado pela Samsung. Por sua vez, o MacBook Pro de 13 polegadas trazia um SSD de 128 GB com NAND da SanDisk e controlador Marvell. Eles possuem memória RAM do tipo DDR3L, que possuem maior eficiência energética.

O índice de reparabilidade dos novos MacBooks Pro foi de apenas 1 de 10 (quanto mais próximo de 10, mais fácil de consertar). Você pode conferir o desmanche completo no site do iFixit para os modelos de13 polegadas e 15 polegadas.