Não faz muito tempo que a Apple arrematou um ex-CEO de uma empresa de moda: Paul Deneve, da Saint Laurent Paris, se uniu à empresa para cuidar de “projetos especiais” em julho deste ano. Hoje, foi anunciada uma nova executiva para a Apple, que também veio da moda: Angela Ahrendts vai deixar o cargo de CEO da Burberry para se tornar vice -presidente sênior de lojas virtuais e físicas da Apple – a única VP mulher da empresa.

Tim Cook, no comunicado em que falou da nova executiva, afirmou que “ela compartilha nossos valores e nosso foco em inovação, e coloca a mesma ênfase que nós na experiência do consumidor”. Ahrendts, por sua vez, se declarou honrada e ansiosa para começar os trabalhos. “Sempre admirei a inovação e o impacto que produtos e serviços da Apple têm nas vidas das pessoas e espero, mesmo que de maneira pequena, que consiga contribuir para a continuidade do sucesso e da liderança da empresa em mudar o mundo”, afirmou no mesmo comunicado.

angela_1874352b

Esta é Angela (e o xadrez é marca registrada da Burberry – Tecnoblog também é cultura!)

Nos oito anos que ficou sob a sua batuta, a Burberry se tornou uma das marcas mais valiosas do mundo. Um dos motivos para isso foi apostar na tecnologia para inovar, tanto nas passarelas quanto nas lojas e em campanhas que nem tinham tanto a ver com moda, mas serviram para fortalecer a marca, como a Burberry Kisses, em parceria com o Google.

Coincidentemente ou não, neste ano, na semana de moda de Londres, a marca firmou uma parceria com a Apple para postar imagens e vídeos em seu Instagram com o iPhone 5s antes que ele chegasse às lojas. Falando em redes sociais, a Burberry é tão presente nelas e sabe usá-las tão bem – por exemplo, fazendo live de desfiles no Twitter – que se tornou a marca de luxo mais popular do Facebook, com 16 milhões de likes.

Ou seja, Ahrendts já tem um pezinho na tecnologia, apesar de ter passado tanto tempo trabalhando com moda. Como ela vai ficar encarregada das lojas da Apple, o fato de a implantação de aparatos tecnológicos que unam a experiência física com a virtual na loja-modelo em Londres ter sido feita em sua era (com uma grande ajuda do diretor criativo Christopher Bailey, que será o novo CEO agora) também é um ótimo sinal para a empresa criada por Jobs e Wozniak. E as Apple Stores já têm características que as diferem das outras – tanto que algumas são consideradas meio que pontos turísticos; é impossível ir para Nova York sem nem dar uma olhada na da Quinta Avenida.

O cargo de Ahrendts ficou um ano vago. Antes, era ocupado por John Browett, que exerceu a função por seis meses.

Com informações: CNET

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Luis Henrique Martins
É que apple vai virar marca de luxo agora rs
Nathan Oliveira
O Marc Jacobs ta "desempregado", acabou de sair da Louis Vuitton. QTAL contratar ele pra dar uma repaginada no iPad?