Início » Arquivos » Curiosidades » Esta tela flutuante sensível ao toque bem que poderia ser usada em caixas eletrônicos no futuro

Esta tela flutuante sensível ao toque bem que poderia ser usada em caixas eletrônicos no futuro

Por

Os caixas eletrônicos do futuro podem ficar mais interessantes se os bancos adotarem esta tecnologia desenvolvida pela empresa japonesa Asukanet. O Aerial Imaging Plate projeta uma imagem no ar e permite que você interaja com o conteúdo através de toques no… ar. E como o ângulo de visão é bem limitado, outras pessoas não conseguirão ver o que você está fazendo.

Este vídeo mostra o Aerial Imaging Plate em funcionamento:

A imagem é projetada com inclinação de 45º e o ângulo de visão é de apenas mais ou menos 20º, o que significa que você não precisa ficar tão preocupado em olhar para os lados para ver se alguém está observando sua conta bancária. Como você não toca em nenhuma superfície, mas sim no ar, suas marcas de dedo não ficarão registradas — ou seja, não será possível descobrir posteriormente as áreas onde você tocou.

Além de ser usado em caixas eletrônicos, a tecnologia também pode ser adotada em cardápios interativos de restaurantes, por exemplo: o fato de você não precisar tocar em nada também significa que você não sujará suas mãos com bactérias e fungos ao tocar num touchscreen que já foi usado por várias outras pessoas.

O Aerial Imaging Plate se parece com uma placa de vidro, que na verdade é um dispositivo feito para refletir a luz duas vezes, gerando uma ilusão de ótica de uma imagem flutuante. Sensores de movimento conseguem detectar o que o usuário está tocando.

Uma nova geração da tecnologia vai usar pico-projetores para criar objetos que parecem estar se mexendo para frente e para trás — alguns protótipos já foram enviados para fabricantes de máquinas caça-níqueis, segundo a Asukanet. Diferente do Aerial Imaging Plate, que parece estar funcionando muito bem, a nova geração está no início do desenvolvimento e ainda exibe imagens com baixa qualidade.

Com informações: Gizmodo.