Início » Arquivos » Telecomunicações » Da série “eu já sabia”: levantamento mostra que o Brasil tem o minuto de celular mais caro do mundo

Da série “eu já sabia”: levantamento mostra que o Brasil tem o minuto de celular mais caro do mundo

Emerson Alecrim Por

A ITU (União Internacional de Telecomunicações) liberou nesta segunda-feira a edição 2013 do relatório anual que mede o desempenho dos serviços de telefonia e internet de 161 nações. Entre os vários aspectos analisados, o Brasil se destaca com honra e glória num deles: é o país que tem o minuto de celular mais caro do mundo.

Usando como parâmetro os valores praticados em São Paulo, o país apresentou uma média de US$ 0,71 por minuto nas ligações móveis realizadas pela mesma operadora em horários de pico. Para chamadas entre operadoras diferentes, esta média sobe para US$ 0,74, a mesma estimativa dos telefonemas efetuados de celular para telefone fixo.

O minuto mais barato do mundo é o de Hong Kong, cuja média é de US$ 0,01 fora dos horários de pico. Em seguida, aparece a China, com valor de US$ 0,04. A diferença é gritante até mesmo em relação aos nossos vizinhos: os argentinos pagam cerca da metade da média brasileira, por exemplo.

Antena da Vivo em SP

Para Jeferson Fued Nacif, chefe da assessoria internacional da Anatel, estas medições não são necessariamente justas: “no país onde mais de 80% dos acessos móveis são pré-pagos, os resultados acabam distorcidos”, explica.

Pelo menos a situação melhora um pouco na banda larga fixa. O Brasil apareceu na 55ª posição deste ranking, com média de preço mensal de US$ 17,80. A Tunísia tem a melhor colocação, com valor médio de US$ 7. A pior ficou para Cuba, com o impressionante custo de US$ 1,7 mil por mês.

De qualquer forma, é grande a sensação de que os serviços de telecomunicações brasileiros precisam ter tarifas mais atraentes. No índice geral, que considera as tarifas de telefonia fixa, telefonia móvel e internet, a posição do Brasil é a de número 93 (de 161), uma classificação mediana para uma país com uma base tão grande de usuários.

Com informações: Estadão, Telesíntese

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Jaison Carvalho
Uma dica, se compararmos qualidade do serviço o Brasil sai perdendo feio, vai por mim. HK tem um dos mais altos IDH´s do mundo e é o país com maior liberdade econômica no planeta (por isto é que telefone lá é tão barato)
Diego F. Duarte
Hong Kong é uma região chinesa, mas é como se fosse um estado federativo. Logo é e não é território Chines.
Antony Ps
Hong Kong não faz parte da China?
Gabriel Menossi Suriano
Média de R$ 39,16. Ta dentro dos padrões sim, eu pago R$80 por 50 MB.
Felipe de Rossi
E pelo que eu sei São Paulo é uma das regiões mais baratas do país.. É pior ainda
Gilson F. Silva
O brasileiro está acostumado a ser maltratado, é por isso que as coisas estão como estão. Aqui em Campo Limpo Paulista nem órgão de defesa do consumidor presta. Vai tentar reclamar pra ver o que acontece. Nível de indignação alto e subindo+++++++...
Bruno Di Castro
Vou nem comentar essa nota do SindiTelebrasil. Vai que é doença...
Walter Hugo Nishida Xavier da Silva
E o engraçado é que naquela notícia sobre a decisão do judiciário de não poder colocar validade nos créditos, tinha muita gente "chorando" defendendo as telecoms porque afinal "tadinha delas, vão se manter como agora com seus muitos zilhões de investimentos?!". Falei lá e falo aqui de novo, brasileiro é idiota e adora pagar caro nas coisas, quando alguém resolve questionar isso, vem um monte de babaca sem visão de mundo que aparece para falar "se tá caro, não use", como se tudo nessa vida fosse parâmetro de riqueza e status (como muitas coisas realmente caras são). Advinha só, ligação pra sua mãe no meio do dia porque ela precisa de uma carona sua, NÃO É STATUS, é necessidade, mas enquanto a gente continuar achando que usar celular é luxo (da mesma forma como passagem aérea), vamos continuar fadados a pagar valores absurdamente mais altos do que se paga em qualquer outro país do mundo. Algumas coisas são conveniência, outras são necessidade e outras ainda puro luxo. O brasileiro só vai ser tratado como consumidor de respeito o dia que souber distinguir, dentro da mesma natureza de produto/serviço, quais os seguimentos que eles atendem. Exemplo: Um Uno Mille, um Punto e uma 458 Spider. O primeiro é necessidade (nos dias de hoje, se alguma cidade tiver transporte público eficiente e acessível, pode subir qualquer carro em 1 nível), o segundo é conveniência (serve para o mesmo fim primeiro, com alguns mimos), o terceiro é simplesmente luxo, quem já teve o "desprazer" de andar de carro superesportivo sabe como são desconfortáveis). E olha só como são as coisas, aqui na terra de Deus, até o glorioso Uninho tem preço de carrão (R$ 23mil), como se luxo fosse. Para efeitos de comparação, com pouco mais de R$ 23mil (aprox. € 7.700,00) se compra um Chevrolet Spark (€ 7.800 com desconto) na Itália. A diferença é que o nosso glorioso vem pelado, com volante opcional, já o Spark é completo. Se dizem que o problema do Brasil é a carga tributária, então em teoria o problema lá na Europa (como eles mesmo alegam) é o alto custo da mão de obra (inclusive usam esse pretexto para deslocar suas plantas produtivas para países em desenvolvimento), e em teoria (sendo bonzinho para o lado deles) esses dois fatores "negativos" se empatariam. Logo, em teoria e na pior das hipóteses, os veículos deveriam ter o mesmo preço final, sqn. /rant
Edmilson Junior
E desde quando o Brasil existe para tratar bem os brasileiros?
Gustavo Michels
Avá?
Felipe Corumba de Almeida
Jeferson Fued Nacif está equivocado ao defender a ideia dos pré pagos, porque se a maioria usa pré pago é simplesmente porque o preço do pós pago não vale a pena. Até hoje eu não vi um plano pós que fosse melhor que o TIM Beta.
Diego F. Duarte
Adendo: Leiam o link e observem a manobra dobrada absurda que os kras do Sinditele fizeram pra tentar provar q o minuto aqui é barato...
Diego F. Duarte
Depois desse artigo, saiu essa piada aqui: http://idgnow.uol.com.br/mobilidade/2013/10/07/sinditelebrasil-nega-que-custo-do-celular-no-brasil-seja-o-mais-caro-do-mundo/ Ok, eu ia soltar aqui no tecnoblog um "aguardo alguem culpar os impostos", ae eu leio o artigo do IDG e vejo que o Sinditele já o fez...
Rafael Machado de Souza
essa internets "popular" era na verdade uma manobra pra tentar levar internet para mais cidades, assim cada vez mais pode-se adotar o uso de nota eletronica e do sped fiscal pelo comercio. logo teremos até o cupom fiscal eletronico...
rafaholanda
Irei me surpreender quando fizerem alguma pesquisa e o Brasil se destacar como o melhor serviço e ou mais barato
Exibir mais comentários