Arquivos Negócios

Várias empresas, incluindo Google, Samsung e Intel, estariam interessadas em comprar a BlackBerry

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Não é só a Fairfax Financial Holdings que está interessada em comprar a BlackBerry. Apesar de receber uma oferta de US$ 4,7 bilhões para ser vendida ao consórcio, a BlackBerry ainda está analisando outras possibilidades. E, de acordo com a Reuters, a lista de possíveis interessados inclui conhecidos gigantes da tecnologia, como Google, Samsung e Intel.

blackberry-z10-teclado

A Reuters afirma que Cisco, Google e SAP estão conversando com a BlackBerry para comprar uma parte ou a totalidade da empresa. Além disso, de acordo com as fontes da agência de notícias, a fabricante canadense teria recebido “demonstrações preliminares de interesse” da Intel, Samsung e LG – talvez elas façam ofertas para comprar a BlackBerry em breve.

No mês passado, a BlackBerry anunciou demissão de 4.500 funcionários para reduzir seus gastos operacionais pela metade até 2015 e revelou péssimos resultados financeiros, que mostraram prejuízos de quase US$ 1 bilhão no segundo trimestre fiscal de 2014. Grande parte das perdas foram atribuídas ao lançamento fracassado do BlackBerry Z10.

Apesar do mau momento, a BlackBerry ainda tem força em alguns mercados: o mesmo relatório financeiro que revelou o prejuízo bilionário também mostrou que o número de servidores com o BES 10 subiu, e que 50% da receita da empresa é gerada por serviços. A BlackBerry já cancelou lançamentos de smartphones com BlackBerry 10 que chegariam ainda este ano e disse que pretende concentrar esforços no mercado corporativo.

Com informações: Reuters.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque