Início / Arquivos / Antivírus e Segurança /

2,9 milhões de clientes são afetados em ataque à rede da Adobe; hackers também acessaram código-fonte de aplicativos

Dados de cartões de crédito e débito também foram acessados, segundo a Adobe

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Adobe sofreu ataques em sua rede que permitiram o acesso ilegal a dados de 2,9 milhões de clientes. As informações comprometidas incluem, além de nomes de usuário e senhas criptografadas, dados de cartões de crédito e débito. O anúncio foi feito ontem pelo diretor de segurança, Brad Arkin, que também admitiu o acesso ao código-fonte de determinados produtos da empresa.

No blog oficial, a Adobe diz que está redefinindo as senhas de todos os usuários afetados para evitar o acesso indevido às contas. Portanto, caso haja suspeita de que seus dados tenham sido acessados, você deverá receber um email em breve com instruções de como mudar a senha. Para quem usa a mesma combinação em outros serviços, é recomendável fazer a alteração em todos esses locais.

Alguns dados de cartões de crédito e débito, incluindo datas de expiração, também foram acessados. A Adobe informa que essas informações estavam armazenadas de maneira criptografada e não acredita que os clientes serão prejudicados. De qualquer forma, a empresa está enviando uma carta adicional para esses usuários com instruções de como se proteger contra o mau uso de informações.

Código-fonte roubado dos servidores da Adobe

Código-fonte roubado dos servidores da Adobe

A Adobe não informa quando o ataque aconteceu, mas o pesquisador Brian Krebs afirma que a empresa tem conhecimento do problema desde o dia 17 de setembro. Krebs também declara que descobriu um repositório com 40 GB de código-fonte de alguns produtos da Adobe, como ColdFusion e Adobe Acrobat. Ele acredita que os hackers tiveram acesso aos códigos em meados de agosto.

No anúncio, a Adobe afirma que está trabalhando para evitar que esse tipo de ataque aconteça no futuro e “lamenta profundamente qualquer inconveniente” causado aos usuários. Os bancos afetados foram alertados do problema, e as autoridades federais foram contatadas para colaborar com as investigações.

Com informações: Mashable.