Ontem à noite, foi ao ar nos Estados Unidos o episódio final de Breaking Bad, série que bateu o recorde de programa com mais reviews positivos de todos os tempos e cujo finale foi o episódio mais baixado de todos os tempos, com 500 mil downloads em 12 horas (as duas coisas provavelmente estão conectadas). O sucesso com o qual a série terminou não é dúvida para ninguém e, agora que as teorias sobre o enredo foram todas solucionadas, ainda passaremos um bom tempo discutindo os motivos pelos quais ela se tornou tão grande.

Segundo o diretor de fotografia da série, Michael Slovis, a evolução da tecnologia de consumo ao longo da série tem bastante peso nisso.

Ele cita, para começo de conversa, a popularização das TVs widescreen e HD, que permitiram que o “estilo” de filmagem adotado na série aparecesse da mesma forma nas casas dos telespectadores. “Nós teríamos contado a história se todos estivessem assistindo em TVs de tubo, mas tivemos muita sorte que estavam vendo TVs HD widescreen”, comenta.

Se você já assistiu Breaking Bad, essa afirmação talvez faça mais sentido, já que a série é praticamente um filme de 62 horas – o próprio Slovis já declarou isso – , inclusive filmada em 35mm.

Walt e Jesse Fazendo maratona no Netflix entre uma "fornada" e outra

Walt e Jesse Fazendo maratona no Netflix entre uma “fornada” e outra

O outro motivo apontado por ele talvez seja mais fácil de entender: Netflix. “Não sei os números, mas houve um período de tempo no qual o Netflix se orgulhava de que mais gente havia visto Breaking Bad lá que na AMC [canal que transmite originalmente o programa]”.

Faz todo o sentido: na TV, você tem algumas chances de ver um episódio; assistir uma série do começo, então, é praticamente impossível se você perdeu os primeiros capítulos. Em uma nota pessoal, boa parte das pessoas que eu conheço que assistiram ao final da série ontem também viram todos os episódios no Netflix – inclusive eu.

Isso lembra o discurso no qual Kevin Spacey falou sobre o modelo on-demand do Netflix e por que ele faz tanto sucesso: “nós demonstramos que aprendemos a lição que a indústria musical não aprendeu: dê às pessoas o que elas querem, quando elas querem, como elas querem, a um preço razoável, e elas irão pagar por isso em vez de roubar”. Vale lembrar que Spacey está na produção original do Netflix House Of Cards, então pode haver um certo interesse por trás desse discurso. Mas, ainda assim, ele parece bem condizente com a realidade.

Em todo caso, creditar o sucesso de Breaking Bad somente ao Netflix e às televisões que chegaram aos lares americanos é algo que – espero – ninguém fará; a série é tecnicamente perfeita, com roteiro muito bem amarrado, atores sensacionais e fotografia excelente. Se você nunca viu, dê uma chance – dica: tem no Netflix.

Com informações: CNET, Forbes

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Anderson Andartneo

Kevin Spacey falou sobre o modelo on-demand do Netflix e por que ele faz tanto sucesso: “nós demonstramos que aprendemos a lição que a indústria musical não aprendeu: dê às pessoas o que elas querem, quando elas querem, como elas querem, a um preço razoável, e elas irão pagar por isso em vez de roubar” de pleno acordo , aqui a netflix acabou com a rede globo kkkk

arlindinho
show! mas eu assisto no http://supertela.tv/ é mais atualziado
Felipe Rodrigues
Eu assisti desde o primeiro episódio até o S05E08. inclusive, conheci o seriado lá! Netflix é demais!
Michel Malva
Assisti todos os episódios no NetFlix, só a segunda parte da última temporada que tive que ir baixar pela internet, por não ter lá. Com certeza NetFlix está no caminho certo, espero que invista mais no Brasil.
pereiratiaggo
Realmente ter series/filmes por um preço razoável sem que eu precise ocupar espaço em meu HD por um preço "simbólico" por mês, é muito bom! Assisti até a 4ª temporada inteira pelo Netflix, estou indo para 5ª, espero que chegue logo o final no Netflix...
Alessandro Johnny
WHAT?! Só se for a primeira e segunda temporada, porque o restante foi uma encheção de linguiça que até estragou a série no fim das contas. Eu detestei por causa disso.
Alexandra Badaró Magi
eu agradeço a netflix por salvar preciosos gigas do meu hd!
Josiel Hen
C10H15N Urruless! Mas prefiro TBBT! Lol Mesmo sendo gêneros diferentes! Lol
Emerson
Assinei netflix ontem, fiquei impressionado com a qualidade do Streaming. comecei assistir hoje o breaking bad e já estou gostando muito :)
Leanderson Souza Silva
é
Bruno Barbosa
Comecei assistindo no netflix, somente a quinta temporada que baixei por torrent... Série ótima, o final também foi muito bom!!! vai deixar saudade... Diferente de umas e outras coff...coff.. Dexter ...
Juarez Lencioni Maccarini
Verdade, eu só comecei a assistir Breaking Bad porque (além de estar todo mundo falando a respeito), a séries estava disponível no Netflix. Se não fosse por isso, eu certamente nem teria dado uma chance ao primeiro episódio (que, a propósito, só seria encontrado por um download ilegal). E não ter assistido Breaking Bad teria sido um grande erro. ;)
Thiago F. de Lima
Concordo. Eles adotaram uma boa estratégia ao disponibilizar as temporadas para a netflix pouco após a transmissão na tv paga. Eu mesmo conheci pela Netflix.
Julio E Aline
Assisti duas vezes no Netflix, série ótima, mas não conseguiu bater Prison Break.
Jeronimo Lopes
mim assistir também e gostar muito!
Exibir mais comentários