Início » Arquivos » Jogos » E a primeira revelação da Valve é… SteamOS, seu próprio sistema operacional

E a primeira revelação da Valve é… SteamOS, seu próprio sistema operacional

Avatar Por

Sexta-feira, 20 de setembro de 2013, um dia despretensioso para nós, meros mortais, que só ansiamos a chegada do final de semana. Para a Valve, um dia perfeito, porém, para deixar milhares de pessoas com a pulguinha atrás da orelha. Após lançar em seu site uma misteriosa contagem regressiva que seria revelada em três etapas e, é claro, entupir a internet de rumores, a companhia anuncia sua primeira novidade, o SteamOS.

steamos

O sistema deve ser lançado em breve e vai utilizar a arquitetura Linux – que, conforme declarações recentes de Gabe Newell, CEO da Valve, seria o sistema operacional “do futuro” -, e será totalmente gratuito, segundo a página de apresentação.

“Enquanto trabalhávamos em trazer o Steam para a sala de estar, chegamos a conclusão que o ambiente mais propício para entregar conteúdo aos nossos clientes seria um sistema operacional baseado no próprio Steam. SteamOS combina a arquitetura rígida de Linux com uma experiência lúdica montada para a tela grande. Disponível em breve, um sistema operacional gratuito e autônomo para computadores da sala de estar”, diz o anúncio.

Ainda de acordo com o site, os esforços agora se voltam ao aperfeiçoamento do sistema, para que ele otimize o processamento gráfico dos computadores caseiros. O mais interessante é que, ao desenvolver seu próprio sistema operacional, a Valve pode dar atenção especial aos problemas recorrentes nos jogos do Steam, como o caso da alta latência.

Segundo a publicação, por se tratar de uma plataforma de entretenimento colaborativo, o Steam quer, com o SteamOS, facilitar a criação de conteúdo e sua replicação em relação ao encontrado atualmente nos outros sistemas: “Criadores de conteúdo podem se conectar diretamente com seus clientes. Usuários podem trocar ou alterar qualquer parte do software ou hardware que desejarem. Jogadores terão a capacidade de unir forças no desenvolvimento dos jogos que amam. SteamOS continuará evoluindo, porém sempre será um ambiente destinado a estimular estas formas de inovação”, consta na página.

O que permanece enevoado, no entanto, é como faremos para jogar os títulos já disponíveis para o serviço, mas que não têm versão para Linux. Uma novidade que pode sanar o problema é o novo serviço de streaming, que permitirá rodar, nos “computadores da sala de estar” equipados com o OS, qualquer jogo da biblioteca do usuário, tanto de Windows quanto de Mac, por meio de um link caseiro: você liga seu computador pessoal, coloca pra rodar e joga por streaming direto no PC conectado à TV da sala, independente do sistema operacional para que o jogo foi projetado. Como num serviço de games on demand, mas com servidores dentro da sua própria casa. A parte inconveniente, no entanto, está em precisar de dois computadores para que o esquema funcione.

A Valve também promete parcerias futuras com outros serviços de entretenimento para seu novo sistema operacional. Apesar de não ter confirmado nomes, a produtora garantiu que sistemas “para você poder acessar suas músicas favoritas e vídeos prediletos” estarão disponíveis em breve. Twitch.tv, talvez? Rdio? Spotify? Apenas palpites.

Há pouco tempo, a companhia anunciou o Steam Family Sharing, serviço que permite o compartilhamento da biblioteca pessoal do usuário com até 10 outras contas cadastradas. Com tantas novidades, o caminho da Valve para entrar no rol da nova geração de consoles parece estar sendo firmemente trilhado.

contagem

E não é só isso: conforme havíamos comentado, os anúncios prometidos para esta semana serão três, ao todo. Isso quer dizer que ainda temos pelo menos mais dois dias de tensão pela frente, uma vez que o bendito contador regressivo voltou a funcionar, marcando mais 48 horas.

Muito embora saibamos que é o desejo unânime da população mundial que pelo menos um dos três anúncios seja relacionado ao lançamento de Half-Life 3, o desenho do contador nos leva a crer que o próximo anúncio será algo que possa ser utilizado juntamente do SteamOS, e o final, a unificação dos dois. O que caberia no caso do Steam Box, se o anúncio de quarta-feira que vem for algum tipo de hardware, por exemplo. Mas, novamente, são apenas palpites pessoais. Para saber mais, só mesmo esperando as 48h.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Eal Noia
Arthur Luis Oechsler mercado movel fez o android ser o maior em numero de jogos, sosorry
IGiuseppe Ccpao
Jorge Henrique no desktop talvez nunca, todo resto incluindo tablets/smarthphones com android (que atualmente já suportam suportam mouse teclado) super computadores, servidores, etc, sim é o ano do linux
IGiuseppe Ccpao
Arthur Luis Oechsler Chromebook está na lista dos mais vendidos da Amazon em primeiro e segundo lugar
IGiuseppe Ccpao
Arthur Luis Oechsler sério? onde disse isso na frase: "esse ai é o mesmo OS para qual saem todos os games da atualidade? "
IGiuseppe Ccpao
Jorge Henrique A Microsoft tem monopólio de sistemas operacionais para o que quiser. tem competição? tem mas não basta isso, pois a cota de mercado da competição é irrelevante por isso tem muito programa que só roda em window. Android não é monopólio pois 1)é gratuito 2)qualquer um tem acesso ao código do mesmo e pode modifica-lo e criar um produto derivado/compatível ( vide cada fabricante que faz uma versão diferente) 3)Steam não é monopólio de distribuição pra PC. tem Origin, uPlay, nuuvem etc. Steam só é maioria (50% de marketshare) e apenas na distribuição DIGITAL ainda tem as lojas físicas pra competir (ou tentar...) Quanto ao Skype não sei dizer.
IGiuseppe Ccpao
Ramon Alves de uma olhada nos jogos da Valve, recentemente fizeram um upgrade no motor de OpenGL dos mesmos. quando foi a última vez que tentou?
Ramon Alves
Guilherme MacLeod , de maneira alguma. tenho plena consciência de que ogl tem potencial absurdamente maior que directx, e torço por ela, mas ainda não joguei nenhum game, produzido originalmente para directx e só depois para ogl, que ficasse tão bom. Mas como disse, torcendo que dê certo. só assim me livro do windows.
Guilherme MacLeod
Ramon Alves , não pegue uma amargura pra fazer afirmações. Trocentos jogos rodam de maneira ruim e não faz da tecnologia usada ruim.
Ramon Alves
Me refiro a pc. left ? nunca joguei left no linux mas ja joguei dota. Fica uma bosta em open gl.
Denivaldo Prates
nuss
Eal Noia
muitos jogos rodaram melhor no OpenGL, caso do L4D2
Eal Noia
Steam é um portal de venda de jogos, ao migrar pro Ubuntu era obvio e foi anunciado que ela lançaria sua distribuição propria. se vai deslanchar ou não, não sei. mas que vai vir muitos jogos bons tenho certeza.
Eal Noia
Arthur Luis Oechsler existem muitos jogos bons alternativos no linux, mas grandes empresas como EA Games / Blizzard entre outras anunciaram portabilidade de jogos tambem para linux.
Eal Noia
Download Inglês como a ajuda financeira a Dell e logo apois misteriosamente os Dell com Ubuntu não foram mais comercializados.
Carlos Alex
E apenas lembrando, esta mudança para Linux não é pra bater de frente com a MS, mas pra se defender, caso a MS feche as portas para outros serviços app store.
Exibir mais comentários