Início » Arquivos » Celular » TB Cast #46 – Os novos iPhones

TB Cast #46 – Os novos iPhones

Paulo Higa Por

ArtPod46

Em semana de evento da Apple, o assunto não poderia ser outro: @mobilon, @paulohiga, @therealgiovana e @ealecrim se reuniram para comentar os dois novos modelos de iPhones. Discutimos as cores e o design do iPhone 5c, um smartphone que não é exatamente de baixo custo, como apontavam alguns rumores, e explicamos alguns detalhes do iPhone 5s, como o processador A7 de 64 bits e o leitor biométrico Touch ID.

Pautas

Links citados no podcast

Comentários dos ouvintes

Vinicius

Quando a GVT chegou aqui em brasília, foi incrível! O serviço era de grande qualidade, mas isso durou menos que 1 ano…. Hoje ela está tão odiada quanto a Oi era antes dela chegar hehehe…. E tive inúmeras dores de cabeça, hoje está melhor, mas não igual quando contratei. Essa bagunça da GVT me fez colocar a culpa do youtube está uma merda, na GVT hahaha, até ver que a culpa mesmo era do Google.

Jhonatan Bruno

Muito bom!! Quanto ao que vcs falaram sobre comandos de voz nos smartphones gostaria de frizar que o comando de voz do Windows Phone 8, o TellMe, funciona perfeitamente e em português embora tenha menos recursos que a versão em inglês. Tenho um Lumia 920 e o comando de voz eh extremamente prazeroso de usar no dia a dia principalmente para pedir que ele faça uma chamada, tocar uma playlist ou até mesmo abrir um aplicativo! O comando eh reconhecido claramente e a resposta muito rápida.

FrankCastle

Fala aí galera! Mais um ótimo episódio!

Fiquei pasmo ao saber que a GVT ainda não estava disponível para pessoas físicas da cidade de São Paulo! Resido em Osasco, sempre “sonhei” em assinar GVT por conta das recomendações que ouvi do pessoal de outros estados e de outras cidades do interior. Pois bem, depois de passar vários anos com Speedy (Telefonica, Vivo), baixar valores e qualidade com a Embratel (Via Embratel, NET, Virtua Combo, Net Virtua, Claro… muda o nome a toda hora, mas é a mesma coisa), a GVT chegou no meu bairro (antes só estava disponível no centro da cidade e adjacências). Sou assinante desde Janeiro de 2013 e deixarei aqui algumas dicas e recomendações para os novos assinantes paulistanos:

1) Leiam os contratos.
Sim, eu li todos os contratos antes de assinar, demorou umas 2 semanas, mas li. A dica é ler aos poucos e, para quem tem Kindle, a dica é ler direto no e-reader e fazer marcações (elas foram importantes para mim, quando precisei argumentar em alguns pontos). Uma vez que você realmente saiba onde está pisando, é mais tranquilo para assinar o serviço e cobrar os seus direitos sem medo quando necessário.

2) Combos e Venda casada.
Acabei pegando pacote com TV+telefone+internet pois a diferença entre pegar a TV ou não, era de apenas R$ 10,00. Porém, para a TV existe fidelidade de 1 ano, quebrando essa fidelidade a multa é de R$ 499,00. Também peguei a TV por que nunca tive TV por assinatura antes. Mas, sinceramente, só vale a pena se você também pegar um gravador digital, caso contrário, ficará refém dos horários da grade de programação, para isso, desembolse mais R$ 30,00 mensais.

3) Qualidade do serviço:
– TV: Péssimo.
O conteúdo de vários canais são bons (isso também vai do gosto de cada um), mas o problema é a parte técnica. Há um delay irritante quando você pressiona os botões do controle, até mesmo para trocar de canal. Existem funções legais (como um registro de ligações telefônicas recebidas na tela e vídeos on demand que se utilizam da conexão de internet), mas tudo é muito bugado. Para os que estão acostumados com sistemas rápidos e dinâmicos, vai passar muita raiva. O menu da grade de programação também é extremamente lento. Constantemente, tem travamentos. E quando troquei o decoder para um com gravador (500 GB), várias vezes houve erro e ele não gravou meus programas, séries e filmes. Muitas vezes os gravavam, mas cortava o começo ou final (aí não sei se a culpa é da GVT ou do canal que não exibe os programas na hora indicada). E o pior: depois de um problema no meu decoder, tiveram que trocá-lo… perdi todas as minhas gravações, muita coisa que iria assistir e não deve reprisar tão cedo!

– Telefone: Regular.
O telefone funciona bem. Mas aqui em casa, pelo menos, achei o volume de recepção muito alto. Mesmo baixando volume para o mínimo nos aparelhos. Para quem gosta de ter conversas muito demoradas, pode ficar com dor de ouvido (e talvez, tenha perda de audição a longo prazo, hahaha). Fora isso, só tive um problema em que as ligações de celular caíam alguns segundos depois de serem completadas, mas não ocorreu mais.

– Internet: Bom a Ótimo, mas depende do hardware do modem.
Para quem não optar pelo pacote com TV, deve pegar aqueles modens menores. Das pessoas que usam ele, nunca ouvi nenhuma queixa. Já para quem tiver assinado o pacote com TV (meu caso)… pode ter dor de cabeça. É um modem também da Sagemcom, bem grande e ele é bem “frágil”. Que eu me lembre, jamais tive problemas de modens queimados com Telefônica / Vivo ou Embratel/Net Virtua/Virtua Combo. Com a GVT, perdi a conta, mas meu modem já foi trocado pelo menos 4 vezes desde Janeiro de 2013, quando comecei a usar o serviço! Depois do último modem trocado, mandaram uma espécie de filtro de linha adicional, é uma proteção para o modem afim de evitar que queime tão facilmente. Mas, tirando esse grave problema de hardware, o sinal da internet é muito bom e fiel a velocidade nominal. E, ao contrário de outras operadoras, em nenhum momento constatei traffic shapping para Youtube, por exemplo. Já para torrents, não sei ao certo.

4) Cobranças indevidas.
Fiquem muito espertos com a fatura! Tive muitas cobranças indevidas, a começar pela contratação do serviço que foi fechada em um valor, mas quando me ligaram para confirmar a instalação realizada, alegaram um valor acima do combinado. SEMPRE anotem: número de protocolo, data, horário e nome do atendente. Isso é crucial para ser ressarcido em caso de cobranças indevidas. E a GVT foi a primeira operadora que realmente me enviou o áudio de um atendimento na íntegra, essa parte com eles funciona! Entre os erros mais comuns de cobrança estão: cobrar mensalidades de canais a la carte depois de cancelados. Sempre consegui ser ressarcido e por conta de vários transtornos do tipo, ganhei alguns descontos. Mas sou bem sistemático, deixo tudo anotado em blocos de notas do Windows. Outra dica é usar programas como Evernote para isso 🙂

Desculpem o texto GIGANTE. Mas acho que vale a pena pesar estes pontos para quem for assinar. No início de 2014 pretendo cancelar a TV e aumentar a velocidade de internet de 15 para 35 Mb, tem muitos canais e programas legais, mas com esse decoder lixo que usam atualmente, não dá!

Um grande abraço e parabéns pelo ótimo podcast, é um dos meus favoritos

Você deveria ler

Assinatura

Assine gratuitamente nosso podcast para receber o episódio mais recente assim que ele sair do forno. Basta usar um agregador de podcasts e assinar nosso RSS, ou se inscrever em nosso canal no SoundCloud. Aos que usam o iTunes para gerenciar podcasts, o nosso feed está cadastrado lá na lojinha da Apple (e se gostou, dê cinco estrelinhas!).

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

lincesmarques
Esse novo iphone de plastico não justifica op preço, na verdade nenhum iphone nunca justificou o valor?
Rafael Meirelles
O HTC One não desliga estando bloqueado
Gabriel
Acho que ninguém vê mesmo...deve ser daqui uns 15 anos. :D
Mike Metralha
Legal o TBCast. Confesso que fiquei meio empapuçado de iPhone, mas enfim... Dica: Vocês podiam padronizar as tags do arquivo de áudio. Eu deixo os arquivos no Smartphone e minha biblioteca fica zoneada. E tocando nesse assunto: Não vejo a hora de começarem a fabricar smartphones com 1 TB.
Marcus Vinicius Barra Salvio
Giovanna, realmente... Eu to sentindo que ela não se adaptou ainda e acha que precisa se impor para conseguir ser aceita "na galera". Giovanna, Isso é natural, quando você se preocupa primeiro em sentir segurança, para depois buscar compartilhar de verdade a experiência com seus colegas. E a seqüência é inversa. Quantidade não é qualidade, e a qualidade é o que irão observar em você sempre. Boa sorte e continue no caminho sem fraquejar. Abs a todos!
Vitor Salvatore
De quem eu mais gosto é a Giovana. kkkkkkkkkkkk
FrankCastle
Humm, olha só, estava assistindo agora e a opinião desse cara resume exatamente o que achei do 5c (aos 5m40s): http://olhardigital.uol.com.br/pro/video/37543/37543
Paulo Sigales
Muito bom, mas eu evito escutar natal de Giovana. Ela tenta fazer piadas sem sucesso e os comentários dela são na maioria das vezes irrelevantes. No mais, curti a análise que vcs fizeram. E o campo de texto de comentário do face nao redimensiona no Safari iphone ... Nao da pra acessar o botão!
Vitor Salvatore
Podcast mais engraçado que já vi kkkkkkkkkkkkkk Ri muito junto com a Giovana. kkkkkkkkkkk Mas vale salientar que nos Nokias não é só cores assim. No Lumia 920 pode usar capinhas de silicone. No Lumia 820 é 620 é removível. etc. A diferença no 620 é que há mais opções de capas, e visual IDÊNTICO AO iPhone, só que mais bonito. Há uma capa comum fosca e a capa "brilhosa" que é com duas camadas, o plástico comum e um transparente que dá a aparência de "brilho".
Ward´z de Souza
Olá pessoal, Concordo plenamente com vocês quanto a questão da privacidade! Não sei o porque desse pavor todo com algo que existe desde os tempos mais primitivos da humanidade. Quiçá desde os primeiros organismos unicelulares, rs Eu particularmente não me incomodo em nada com isso. Desde que o Obama cuide bem dos dados que ele tenha sobre mim (sei lá o porque ele teria, afinal a rigor não sou "ninguém") e não deixe cair em mãos erradas, pode ficar a vontade de ficar e vasculhar quando e como quiser! Não devo nada para ninguém e nem tenho o que temer. ;P Abraço para todos!
Jefferson Rossini
Parabéns! :)
FrankCastle
Fala galera! Mais um ótimo podcast, parabéns! Sobre o iPhone 5c, em meu achismo leviano, acho que foi sim um modelo de baixo custo... para a Apple, não para os consumidores. Não tenho ideia de quais são os custos de produção entre o iPhone 5 tradicional em relação ao iPhone 5c, mas o fato de eliminarem totalmente o modelo anterior me leva a crer que fizeram um produto para cortar custos. E não, necessariamente, um menor custo para o consumidor final. Resumindo: uma maneira da Apple lucrar mais gastando menos. Quanto a questão Processador X Sistema Operacional (em smartphones), é questão de evolução. Mas o iPhone 5s de hoje, mesmo sendo 42x mais rápido, não rodará aplicações com essa proporção de velocidade, pois seu iOS e aplicações também exigirão mais dele. Fatalmente, acabamos atualizando o iOS para obter as novidades e suporte dos apps, mas se continuássemos usando o iOS nativo da época em que o aparelho foi lançado, essa sensação de que o celular virou uma "carroça", seria menos perceptível (ou nem existiria). É redundante falar isso, sim. Mas é bom refletir um pouco. Ah, adorei o Touch ID! :-)
Juan de Souza
Opa! Parabéns por mais um podcast ;)