Início » Arquivos » Jogos » Peter Moore muda o tom e explica que EA não vai exigir internet em todos os jogos

Peter Moore muda o tom e explica que EA não vai exigir internet em todos os jogos

Avatar Por

Peter Moore, chefe de operações da EA, publicou mais cedo nesta quarta-feira uma retratação a uma informação mal dada pela companhia durante a Gamescom 2013. Após uma entrevista no evento, parecia que a EA não faria mais jogos independentes de conexão com a internet. Mas não será bem assim.

Desmitificando o que foi dito, Moore declarou: “Eu gostaria de ter um momento para esclarecer aos jogadores algo que parece estar causando um pouco de confusão. Na última semana na Gamescom, falei sobre o fato da EA não fazer mais ‘jogos offline’. Isto é um fato. Mas nas manchetes da indústria, no Twitter e em fóruns, vejo algumas interpretações erradas sobre o que isso significa exatamente”.

“Hoje, a maioria dos jogos é ‘online’ de algum jeito, modo ou forma. Muitos jogos conectam à internet para modos multiplayers; outros incluem serviços online que permitem updates periódicos de conteúdo, status de compartilhamento, achievements ou conexão com amigos; e outros são jogos baixados através de meios de entrega digitais, como o Origin ou a App Store. A realidade é, a internet e a conectividade social tocam cada um de nossos títulos hoje – e tem tocado por muitos anos.”

O que já explica muita coisa. Mas Moore continua: “O que isso NÃO quer dizer, é que cada jogo que produzirmos irá requerer uma conexão online. Muitos, se não a maioria, de nossos jogos incluem single-player, modos offline que você pode jogar inteiramente sem conexão à internet, se escolher assim. Nós sabemos que isso é uma coisa que muitos de nossos jogadores querem, e nós vamos continuar entregando isto.”

Quando a declaração foi feita, muita gente se descabelou, pensando que suas vidas seriam encurtadas diante de uma carga de estresse do tipo que o lançamento de SimCity causou. Quem lembra? simcity

Em março deste ano, o tão esperado SimCity foi lançado com necessidade de conexão constante com a internet, causando pânico (ok, menos, mas teve uma confusão imensa) nos primeiros dias de vida do jogo, já que os servidores disponibilizados pareciam não dar conta da quantidade de jogadores.

Para acalmar os ânimos do público que também está preocupado com o rápido alastramento do vírus “free-to-play”, Moore terminou o discurso assim: “Eu também vejo confusão sobre nossos planos para os jogos free-to-play. Muitas das nossas franquias mais populares para PC e mobile – incluindo Battlefield, Need for Speed, FIFA, Star Wars: The Old Republic, Plants vs. Zombies e agora Madden NFL, para citar alguns – já oferecem experiências free-to-play. Command & Conquer é outro novo free-to-play empolgante que está chegando online ainda este ano. De qualquer forma, NEM TODOS os jogos da EA oferecerão um modo free-to-play.”

Obrigada, senhor Moore.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

portela.thiago
"...Command & Conquer é outro novo free-to-play empolgante que está chegando online ainda este ano." C&C... AAAWWWWW YEEAAAHHHHH!!!
Diogo Ramos Gutierre
Queria entender estes pessoal da EA e da Microsoft. Eles não pensam antes de falar? Depois de tudo que aconteceu com o Sim City o cara vir a falar que não teriam jogos sem conexão. Precisa passar uns dias para alguém avisar que ele precisa se retratar?