Início / Arquivos / Celular /

Acordo judicial faz Motorola desistir do nome Xoom

Emerson Alecrim

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

A Motorola vem anunciando smartphones interessantes nos últimos meses, mas tem se mantido estranhamente quieta em relação aos tablets. Uma coisa é certa: sejam quais forem os próximos lançamentos da companhia no segmento, não espere por um “Xoom 3”.

É que, por conta de um acordo judicial, a companhia se viu obrigada a abandonar a marca “Xoom”. Em 2011, pouco tempo depois do primeiro tablet Xoom ter sido lançado, a Motorola foi processada pela empresa de pagamentos online Xoom Corp., por motivos óbvios.

Os detalhes do processo foram mantidos em sigilo, portanto, não se sabe se, além do abandono da marca, a Motorola terá que desembolsar algum valor de indenização à Xoom Corp. Procurada, a fabricante se limitou a responder que “o assunto foi resolvido de maneira satisfatória para ambas as partes”.

Motorola Xoom

O controverso feio Motorola Xoom

Chegar a este acordo não deve ter sido nada sofrível para a Motorola, afinal, a linha Xoom nunca foi sinônimo de sucesso. As vendas destes tablets sempre estiveram abaixo do esperado e não foram raros os relatos de usuários que se deparavam problemas de desempenho ou com o Wi-Fi, por exemplo.

De certa forma, a Motorola já havia se desfeito do nome. Na Europa e nos Estados Unidos, o Xoom 2 foi renomeado para Droid Xyboard (um nome pior que o outro), não se sabe se por força do processo ou se por causa do “filme queimado” do primeiro modelo.

Não há informação oficial sobre quando a Motorola lançará um novo tablet, mas já há rumores dizendo que este se chamará “Moto X Tablet” e será anunciado no final de 2013. Não seria de se estranhar: se a recepção ao smartphone Moto X foi positiva e associada a uma possível influência do Google, por que não aproveitar a fórmula para finalmente ter alguma relevância no mercado de tablets?

Com informações: Engadget