Início » Arquivos » Telecomunicações » Você já pode testar a primeira rede Wi-Fi pública da cidade de São Paulo

Você já pode testar a primeira rede Wi-Fi pública da cidade de São Paulo

Por

Como parte da iniciativa “Praças Digitais”, a prefeitura de São Paulo começou a testar seu projeto de rede Wi-Fi pública (e, obviamente, gratuita) na cidade nesta semana. O primeiro local a contar com a novidade é a Praça Dom José Gaspar, na região central.

O projeto é audacioso: a meta da prefeitura é oferecer gratuitamente acesso sem fio à internet em pelo menos 120 pontos espalhados entre os 96 distritos da cidade, com atenção especial ao centro e às localidades mais afastadas, como bairros na Zona Sul e no extremo da Zona Leste.

Os testes na Praça Dom José Gaspar deverão durar pelo menos 30 dias. O objetivo, segundo a prefeitura, é avaliar aspectos como estabilidade, segurança e velocidade. Esta última deve ser de, no mínimo, 512 Kb/s para cada usuário, tanto no download quanto no upload. O nosso estimado repórter Thássius Veloso esteve no local a serviço da CBN para testar o serviço e disse ter conseguido taxas de 5 Mb/s! Talvez seja porque a rede ainda é desconhecida e tem poucos usuários, mas esta velocidade não deixa de impressionar.

Wi-Fi livre na Praça Dom José Gaspar (Fonte: Prefeitura de São Paulo)

Wi-Fi livre na Praça Dom José Gaspar

Concluídos os testes – que deverão incluir outras partes da região central, como o Vale do Anhangabaú -, vem a fase de implementação da rede nos demais pontos da cidade, processo que deverá começar em novembro ou dezembro de 2013. O projeto todo deverá custar 45 milhões de reais aos cofres da capital.

Uma empresa, a ser definida via licitação pública, ficará responsável pela manutenção e pelo gerenciamento do serviço. Esta, a prefeitura faz questão de destacar, não poderá filtrar o tráfego por IP, aplicação ou conteúdo, como era previsto inicialmente, a não ser por solicitação judicial.

Os usuários que quiserem colaborar com os testes enviando sugestões ou relatando problemas podem fazê-lo a partir do email [email protected], pelo Twitter @wifi_livre ou pela fan page do projeto no Facebook.

Nesta planilha no Google Docs, é possível conhecer todos os locais que deverão receber as redes, assim como a capacidade máxima de usuários prevista para cada uma delas.

Com informações: IDG Now, Prefeitura de São Paulo