Início » Arquivos » Aplicativos e Software » Você já pode usar o seu dispositivo Android para colaborar com a ciência

Você já pode usar o seu dispositivo Android para colaborar com a ciência

Emerson Alecrim Por

Você se lembra do [email protected], aquela iniciativa que utiliza a capacidade de processamento ociosa do seu PC para investigações relacionadas a enfermidades? Pois saiba que agora você poderá contribuir para projetos parecidos, mas utilizando seu smartphone ou tablet Android.

Estamos falando de um aplicativo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Berkeley para o BOINC. O nome soa engraçado para os brasileiros, mas trata-se da sigla para Berkeley Open Infrastructure for Network Computing, um projeto aberto de computação distribuída que colabora com pesquisas sobre AIDS, aquecimento global, variações climáticas, etc. São mais de 50 projetos, atualmente.

A numeração (7.2.x) dá entender que há tempos que a versão móvel do BOINC existe, mas o aplicativo foi disponibilizado somente ontem no Google Play (já havia outros, mas não oficiais). É possível rodá-lo em praticamente qualquer dispositivo com Android 2.3 ou superior.

O seu modo de funcionamento não é muito diferente das versões para PC: o programa monitora o aparelho e, ao detectar ociosidade, passa a processar tarefas ligadas aos projetos apoiados. O interessante é que o usuário pode definir na própria interface do aplicativo com quais iniciativas colaborar (é necessário um rápido cadastro antes).

BOINC para Android

BOINC para Android

Como a ideia é utilizar a capacidade ociosa do aparelho e não estourar quotas de planos 3G ou 4G, o app é configurado por padrão para só funcionar quando o dispositivo estiver conectado a redes Wi-Fi, embora o usuário possa desativar esta opção.

Da mesma forma, a ferramenta também verifica o nível de bateria. Caso a carga restante chegue a 90% ou menos, as tarefas de processamento do aplicativo não são executadas. Se o usuário preferir outro limite, poderá estabelecê-lo nas opções de configuração do programa, simples assim.

Nas opções avançadas, pode-se ainda definir quantos núcleos do processador usar, qual a quantidade de espaço interno para armazenamento de dados das tarefas, que temperatura máxima a bateria pode chegar antes de o processamento ser interrompido e assim por diante.

Muito interessante, não? De acordo com a equipe responsável, o próximo passo é fazer com que uma versão do aplicativo seja disponibilizada para iOS o quanto antes. E se você não quer ou não pode utilizar seu smartphone ou tablet para colaborar com o BOINC, mas deseja mesmo assim colaborar com a iniciativa, pode fazê-lo a partir de seus softwares para Windows, Mac e Linux 😉

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Antonio Carlos Pereira De Mene
ARMv7 Processor rev 1 (v7l) @1008MHz (2 processadores) Marca FOSTON. Não estou conseguindo continuar o trabalho de análises de dados, quando eu instalo ele não funciona o que poderia ser? Se alguém puder ajudar, poderia me mandar por e-mail: [email protected]
Orley Lima
Já usei (no PC) tanto o BOINC quanto o [email protected] e o (meu preferido) World Community Grid. A única reclamação que tenho para fazer de todos eles é o uso absurdo de Memória RAM. Se deixar o programa rodando tenho que finalizá-lo a cada semana e abrí-lo novamente ou reiniciar o PC para dar aquela limpa na Memória. Nada que me impeça de deixar o programa rodando, though. Não acho que seja uma boa ideia para telefones justamente pela bateria (mesmo com a automatização para ele parar quando a bateria atingir níveis baixos).
Emerson Alecrim
Thiago, conforme explico no texto, o app é configurado por padrão para não rodar tarefas caso a bateria esteja com carga de 90% ou menos. Fizeram isso justamente para não deixar o usuário na mão.
Thanara Corrêa
Testarei, não custa nada tentar ajudar os outros.
Thiago Torres
Quando o aparelho está ocioso é que ele está economizando bateria... imagina deixar isso ligado... aí vc pega o aparelho para tirar uma foto ou fazer uma ligação e toma a mensagem de bateria < 15%... É... acho que não.
Emerson Alecrim
Vi relatos de pessoas com Motorola D1 e D3 que não conseguiram rodar o app. Se alguém que tiver algum destes modelos puder confirmar, poste aqui, por favor.
Lucas
Com a duração das baterias de hj em dia, praticamente não existe mais tempo ocioso em smartphones.
evandroalb
Não funciona em dispositivos com processador x86 (Motorola Razr i).
Silvio Ney
Qual o time do TB? :)