A operadora Verizon apresentou hoje nos Estados Unidos a nova linha de smartphones Droid, da Motorola. São três smartphones com especificações para atender diferentes públicos e com especificações curiosas, mas que nos trazem diversas pistas sobre as do Moto X.

Nesse quesito, todos os três são muito parecidos: têm suporte a rede 4G, 2 GB de memória RAM, câmera de 10 megapixels e tela com resolução 720p, além de um processador desenvolvido pela própria Motorola que a empresa chama de octa-core, mas na verdade são 2 cores pra processamento de aplicativos, 4 cores para processamentos gráficos, 1 core para processamento verbal e mais outro core para processamento contextual.

A diferença entre as versões são tamanho de tela (5 polegadas do Droid Ultra e MAXX contra 4,3 polegadas do Droid Mini), espessura (o Droid Ultra tem 7,2 mm, mais fino que o iPhone 5) e bateria (o Droid MAXX tem uma bateria de 3500 mAh, capaz de durar até 48 horas de uso constante).

(Imagem: The Verge)

Vários dos recursos vazados do Moto X estão na linha Droid, como o controle do aparelho sem toque: basta dizer “Ok Google Now” e, mesmo com a tela travada, pedir que o telefone ligue para alguém; verificar a previsão do tempo; ou fazer uma busca na internet, por exemplo. Outro recurso presente nos Droids que também deverá surgir no Moto X é o de abrir a câmera sem apertar nada: basta agitar o telefone por duas vezes e a câmera será ativada, mesmo que a tela esteja travada.

Vale lembrar que a linha Droid é CDMA, será vendida apenas pela Verizon e nunca deverá chegar no Brasil. Se você não lembra, ela já existe há um bom tempo, como CDMA da linha Milestone que conhecemos no Brasil. É um chute no escuro, mas não duvido que esses smartphones anunciados hoje sejam praticamente idênticos ao tão aguardado Moto X que a Motorola irá apresentar no dia 1º de agosto.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

portela.thiago
Motorola supreendendo a cada lançamento... tem potencial pra desbancar a Sammy em qualidade. Esse octacore dividido em funções tem tudo pra ser tendência.
Marcello Pek Di Salvo
A linha Droid é só Verizon justamente porque ela que é a dona da marca e batiza os celulares CDMA vendidos por ela de Droid alguma coisa, tanto que tem até alguns da HTC nesse bolo. Porém isso não tem nada a ver com lançar ou não o aparelho por aqui, já que nada impede a Motorola de fazer a versão GSM internacional do aparelho e vender pro resto do mundo, tal como ela já fez com vários da linha RAZR.
Rafael Machado de Souza
é provavel que eles sejam lançados em outros lugares com o nome de "RAZR", pq essa linha já ganhou muito renome. ate fez muita gente perdiar a Motorola pelos aparelhos pessimos que lançavam. haha
Almy Fróes
Pena, achei q esse droid ultra seria o substituo do Razr
Alex Portugal
mas o Razr são baseados na linha Droid, são o mesmo aparelho com outro nome e talvez alguma mudança estética.
Gabriel Bemfica
A linha Droid é especificamente CDMA. Os outros Razrs, como o i, o HD, o Maxx, o D1, o D3 e o Razr tradicional, não são da linha Droid. Bem como não eram os Milestones antes, que foram os predecessores da linha Razr na Motorola. Todos esses são GSM, e os Droids necessariamente são da Verizon ou de outra operadora CDMA.
Gabriel
A Motorola faz versões GSM da linha Droid que, se não me engano, só é comercializado pela Verizon. Inclusive, o famoso Milestone que era chamado de Droid nos EUA.
delicio
"Vale lembrar que a linha Droid é CDMA, será vendida apenas pela Verizon e nunca deverá chegar no Brasil." A linha Droid não é unicamente CDMA, se assim fosse, os RAZRs não estariam disponíveis nem mesmo Europa. Duvido muito que estes aparelhos não venham para o Brasil na versão GSM.
Orley Lima
Eu queria aquela bateria de 3500 no meu Razr i... *-*
Bruno Amorim
Sensacional. 3500mAh de bateria é muta coisa. Esse sim valeria o investimento.