Todo mundo já teve aquela discussão de como a gente só compartilha momentos felizes nas redes sociais para causar inveja nos amigos, né? Mas nem todo momento de alegria precisa ser invejado, nem mesmo compreendido pelos outros. Você só quer dizer que está feliz e ponto, sem algum idiota vir comentar “ninguém perguntou” no seu status.

É para abrigar esses momentos que o Happier foi criado.

Dando uma passeada pelo site, dá para ver a proposta na prática sem esforço. Na minha tela inicial, apareceu logo de cara uma foto do mar com a legenda “fui à praia com meu melhor amigo”, um porta-lápis que havia acabado de ser feito e outros momentos do dia a dia que parecem bobos, como “estou ouvindo minhas filhas lerem” ou “indo dormir na hora certa”.

São o tipo de coisa que te fazem feliz, mas você não postaria no Facebook porque… por quê? Não dá para dizer direito, mas parece que há regras do que pode ou não ser postado lá. Como a CEO do Happier, Nataly Kogan, disse ao The New York Times, é como se fosse proibido dizer no FB que demorou 5 minutos para tomar café hoje porque estava aproveitando; lá, você só fala que tomou o melhor latte do mundo. Tem um sentimento de competição que não existe no Happier.

O visual lembra o do Pinterest, com caixinhas que contém as postagens dos outros. As interações possíveis são “sorrir” (semelhante ao Curtir do FB) e comentar. Não é permitido fazer postagens negativas.

happier

Dizer que participa de uma rede social para cada coisa dá um ar de oversharing organizado, né? Mas eu realmente gostei do Happier! Como é dito quando você faz seu cadastro no site, estudos apontam que pessoas que escrevem três coisas positivas por dia são mais felizes, saudáveis e menos estressadas. E, com tanta reclamação que vemos o tempo todo no Twitter, é um alívio ver um mural de coisas boas às vezes.

O Happier está no ar desde fevereiro. Até agora, cerca de 100 mil usuários já postaram mais de um milhão de momentos felizes. Além da versão web, há um aplicativo para iPhone e, em breve, chega também para Android.

A rede foi apresentada na conferência Brainstorm Tech da Fortune em um concurso para conseguir investidores. Apesar de não ter levado o prêmio, conseguiu elogios dos jurados. Um deles era Marissa Mayer, a CEO do Yahoo, que considerou a ideia promissora. Vem compra por aí?

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Espaço Único
Acabei de fazer meu cadastro estou quebrando a cabeça pois, é tudo na base do inglês. Espero que pegue no face já deu.
Marcel Fawkews
http://www.youtube.com/watch?v=Q97gc-RVyXU&feature=player_detailpage divulgue, faça sua parte...essa gente está sozinha, sem ajuda!
Anna Fisio Gonzaga
Ao menos um lugar aonde a felicidade é normal!!!! Pq nos dias de hj normal é ser triste e depressivo... Vou ver esse site.. Gostei!! ;)
Jorge Junior
Não é que você não possa postar coisas que te fazem felizes no Facebook. O problema é que tem gente que não está feliz de verdade, e diz que está só pra se auto-afirmar... Provavelmente, acham que uma mentira contada várias vezes torna-se verdade...
Lucas Blassioli
Parece que se você postar que está feliz no Facebook ou Twitter as pessoas sentem inveja... vou ver esse site depois