Início » Arquivos » Celular » Os primeiros benchmarks do Snapdragon 800

Os primeiros benchmarks do Snapdragon 800

Paulo Higa Por

qualcomm-snapdragon

O Snapdragon 800 ainda não chegou aos smartphones e tablets, mas a Qualcomm já fabricou amostras para sabermos quão bom ele é. Os sites de hardware publicaram ontem os primeiros benchmarks, e os resultados foram positivos: a CPU é bastante superior a qualquer uma disponível hoje no mercado, enquanto a GPU Adreno 330 conseguiu ultrapassar alguns chips de entrada para desktops, como a Radeon HD 6310.

Nos testes de CPU, o Snapdragon 800 conseguiu superar todos os chips lançados até agora. No entanto, ele foi 4% pior que o Tegra 4 no Geekbench, conseguindo 4.098 pontos, contra 4.273 do chip da Nvidia, que será usado no futuro Asus Transformer Pad Infinity. Exynos Dual 5250 (Nexus 10) e Apple A6X (iPad de 4ª geração) conseguiram 2.516 e 1.772 pontos, respectivamente.

CPU do Snapdragon 800 é bem melhor que os chips disponíveis atualmente, mas perde do Tegra 4

CPU do Snapdragon 800 é bem melhor que os chips disponíveis atualmente, mas perde do Tegra 4

A GPU Adreno 330, que acompanha o Snapdragon 800, foi bem em testes de renderização. No 3DMark, ela obteve 21.680 pontos, quase o dobro da mais rápida disponível atualmente, a Adreno 320, que alcança cerca de 11 mil pontos no Nexus 4, Galaxy S4 e HTC One. Porém, em benchmarks sintéticos que calculam a taxa de transferência em triângulos por segundo, a Adreno 330 ainda não conseguiu bater a PowerVR SGX 554MP4 do Apple A6X.

Nos testes de renderização do AnandTech, a Adreno 330 conseguiu superar algumas GPUs antigas para desktops e notebooks, como a GeForce 7900 GTX e a Radeon HD 6310, mas ainda está abaixo de chips mais novos, como a Intel HD 4000 e a Radeon HD 8330 – algo até compreensível se considerarmos que o Snapdragon 800 foi feito para consumir menos energia.

Sim, a Adreno 330 é bem poderosa

Sim, a Adreno 330 é bem poderosa

As características impressionantes do Snapdragon 800 incluem quatro núcleos Krait 400 de até 2,3 GHz, GPU Adreno 330, Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 4.0, USB 3.0 e conexão 4G LTE, dependendo do modelo. Ele suporta câmeras de até 55 megapixels e pode não apenas reproduzir vídeos em 4K, mas também filmar – o que o torna perfeito para um Nokia com câmera PureView.

Como o Snapdragon 800 ainda não está disponível no mercado e o chip foi testado apenas num tablet de referência da Qualcomm, precisamos esperar mais informações, como o consumo energético, para tirarmos algumas conclusões. Mas não é arriscado afirmar que ele vai inaugurar um novo patamar nos gráficos de games para dispositivos móveis.

Mais números estão no Ars Technica, AnandTech e Engadget.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

portela.thiago
Um pequeno monstro dentro do seu gadget, eu diria...
Maico Andrade
Ué, nao mencionaram nada sobre o Xperia Z Ultra...
Vitor Salvatore
Imaginando um Nokia com no mínimo 2k... Séria sonho. Talvez ela faça isso, igual surpreendeu a todos na MWC de 2012 com os 41mp para dar zoom.
viniciusghietti
A diferença nem é tanta do Snapdragon 800 para o Tegra 4 ;) A Qualcomm esta me surpreendendo ;D
Elton
Acredito que por questões mercadológicas o Tegra 4 ainda vai ser melhor PARA JOGOS, para outras coisas não sei. Já que os desenvolvedores tem essa "parceria" que faz eles desenvolverem os jogos com os melhores gráficos apenas para dispositivos com Tegra. Acredito que os gráficos dos jogos cheguem perto do que tinhamos no começo da sétima geração de consoles. Só espero que as mecânicas dos jogos também evoluam. Já que atualmente tem muito jogo com gráfico bom, mas com mecânica de jogo de celular antigo