Início / Arquivos / Celular /

Os primeiros benchmarks do Snapdragon 800

Paulo Higa

Por

Notícia
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

qualcomm-snapdragon

O Snapdragon 800 ainda não chegou aos smartphones e tablets, mas a Qualcomm já fabricou amostras para sabermos quão bom ele é. Os sites de hardware publicaram ontem os primeiros benchmarks, e os resultados foram positivos: a CPU é bastante superior a qualquer uma disponível hoje no mercado, enquanto a GPU Adreno 330 conseguiu ultrapassar alguns chips de entrada para desktops, como a Radeon HD 6310.

Nos testes de CPU, o Snapdragon 800 conseguiu superar todos os chips lançados até agora. No entanto, ele foi 4% pior que o Tegra 4 no Geekbench, conseguindo 4.098 pontos, contra 4.273 do chip da Nvidia, que será usado no futuro Asus Transformer Pad Infinity. Exynos Dual 5250 (Nexus 10) e Apple A6X (iPad de 4ª geração) conseguiram 2.516 e 1.772 pontos, respectivamente.

CPU do Snapdragon 800 é bem melhor que os chips disponíveis atualmente, mas perde do Tegra 4

CPU do Snapdragon 800 é bem melhor que os chips disponíveis atualmente, mas perde do Tegra 4

A GPU Adreno 330, que acompanha o Snapdragon 800, foi bem em testes de renderização. No 3DMark, ela obteve 21.680 pontos, quase o dobro da mais rápida disponível atualmente, a Adreno 320, que alcança cerca de 11 mil pontos no Nexus 4, Galaxy S4 e HTC One. Porém, em benchmarks sintéticos que calculam a taxa de transferência em triângulos por segundo, a Adreno 330 ainda não conseguiu bater a PowerVR SGX 554MP4 do Apple A6X.

Nos testes de renderização do AnandTech, a Adreno 330 conseguiu superar algumas GPUs antigas para desktops e notebooks, como a GeForce 7900 GTX e a Radeon HD 6310, mas ainda está abaixo de chips mais novos, como a Intel HD 4000 e a Radeon HD 8330 – algo até compreensível se considerarmos que o Snapdragon 800 foi feito para consumir menos energia.

Sim, a Adreno 330 é bem poderosa

Sim, a Adreno 330 é bem poderosa

As características impressionantes do Snapdragon 800 incluem quatro núcleos Krait 400 de até 2,3 GHz, GPU Adreno 330, Wi-Fi 802.11ac, Bluetooth 4.0, USB 3.0 e conexão 4G LTE, dependendo do modelo. Ele suporta câmeras de até 55 megapixels e pode não apenas reproduzir vídeos em 4K, mas também filmar – o que o torna perfeito para um Nokia com câmera PureView.

Como o Snapdragon 800 ainda não está disponível no mercado e o chip foi testado apenas num tablet de referência da Qualcomm, precisamos esperar mais informações, como o consumo energético, para tirarmos algumas conclusões. Mas não é arriscado afirmar que ele vai inaugurar um novo patamar nos gráficos de games para dispositivos móveis.

Mais números estão no Ars Technica, AnandTech e Engadget.