Início » Arquivos » Gadgets » Novo ultrabook mais fino do mundo tem 1,5 centímetro de espessura e processador Haswell

Novo ultrabook mais fino do mundo tem 1,5 centímetro de espessura e processador Haswell

Avatar Por

Foi anunciado o novo ultrabook mais fino do mundo e ele vem das bandas do Japão, fabricado pela Fujitsu. A configuração é um tanto quanto interessante: tem processador Intel Haswell e aguenta muito peso no seu corpinho, além da enorme resolução de tela, que tem sido uma constante nos últimos lançamentos desse tipo.

O UH90 tem 14 polegadas e resolução de 3200 x 1800 pixels – são 262 ppi e, segundo o The Verge, uma das telas mais brilhantes e com melhor definição que eles já viram.

Mesmo com só 1,5 centímetro de espessura, ele é bem completo nas conexões: duas USB 3.0, leitor de cartão SD, mini DisplayPort, entrada para cabo de rede e HDMI com suporte a 4K. Também tem um leitor de digitais para garantir a segurança.

fujitsu-lifebook-uh90

Mas o mais surpreendente quanto ao tamanho reduzido é o tanto de peso que o UH90 aguenta. Segundo o fabricante, ele suporta até 200 quilos em cima numa boa. Provavelmente ninguém vai ficar subindo em cima ou empilhando coisas nele para ter certeza, mas isso dá uma ideia da resistência da estrutura.

No hardware, ele conta com o processador de quarta geração da Intel (i5-4200U de 1,6 GHz), 4GB de RAM e armazenamento híbrido de 500GB. A placa de vídeo onboard é uma HD Graphics 4400.

O preço fica próximo dos 1.900 dólares, mas ainda não sabemos quando vem para o Ocidente, ou se vem. No Japão, ele chega às lojas no dia 28 de junho.

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Erasmo Teixeira
sonho de consumo
PCS
"ainda não sabemos quando vem para o Ocidente, ou se vem" Que vem para o Ocidente vem, pode ter certeza, a questão é: virá apenas para a Europa e os EUA ou virá também para o terceiro mundo?
Gabriel
Sim, é melhor ter uma TV para poder assistir 4k, mesmo que haja pouca programação, do que nunca poder assistir nada. A questão é apenas ver o custo/benefício. Como mlhz disse, os ultrabooks não são máquinas para jogos, então faz sentido para uma pessoa que aproveitará a melhor resolução em 95% do tempo de uso.
Thanara Corrêa
Aposto que criaram esse ultrabook, só pra ganhar esse título.
Thanara Corrêa
ioeuaoieuai boa
TaylerPadilha
É tipo ter uma televisão 4k para assistir SBT em subHD então...
Gabriel
Além disso, é possível baixar a resolução do jogo. Utilizaar a alta resolução para as demais atividades já é uma boa coisa.
mlhz
bacana....mas pela resolução, em qualquer jogo o novo intel vai capengar, porém tenha a idéia de que ultrabooks (assim como notebook) não são feitos para jogos.
@ramonsilva12
Pensei a mesma coisa!
Mauricio Junior
Bem, por um preço de $ 300 de diferença eu ficaria com um MacBook Pró core i7, 8GB de RAM, 256GB SSD, NVIDIA GeForce GT 650M com 1GB de memória GDDR5 (dados do próprio site). Sem falar que é Apple né, qualidade indiscutível. ¯\_(?)_/¯ http://screencloud.net/v/FRCc
Rafael Machado de Souza
com pixels enormes saltando da tela, hahha
Patrick Bailey
bem inovador mesmo detalhe a tecla ENTER que parece que ta quase caindo.... http://cdn0.sbnation.com/entry_photo_images/8325145/fujitsu_wm12_2040_verge_super_wide.jpg
TaylerPadilha
Roda Crysis 3, com certeza... Em 1366x768.
Claudio H.
Que resolução é essa?? Será que a placa de vídeo onboard aguenta processar isso tudo num dia típico de "heavy work"?