O CEO da Motorola Mobility, Dennis Woodside, falou na conferência do site AllThingsD sobre a linha de smartphones que a empresa está preparando para brigar com a Galaxy no mercado. Chamada Moto X, é a primeira criada depois que o Google comprou a Motorola.

O diretor financeiro do Google, Patrick Pichette, disse há alguns meses que os smartphones da empresa não eram inovadores e que era preciso dar um jeito de escoar 18 meses de produção enquanto pensavam em algo que merecesse esse adjetivo. Então, dá para esperar algo grande a caminho nos próximos meses.

Assim como o último smartphone Galaxy lançado, o S4, a linha Moto X virá cheia de sensores que vão tentar adivinhar o que o usuário quer e antecipar as ações. Entre elas, ele pode saber quando está no bolso, acionar a câmera quando o dono quiser tirar uma foto e descobrir quando ele está dirigindo para bloquear o envio de SMS.

Para isso, o aparelho deve contar com outros sensores além de acelerômetro e giroscópio, provavelmente que identifiquem a maneira como a mão do usuário o segura.

Também foi falado em uma duração de bateria maior do que a disponível no mercado atualmente. A Motorola já conseguiu uma autonomia impressionante sem sacrificar o design no Razr MAXX e sua bateria de 3.300 mAh; é possível que o feito seja repetido (e melhorado) nos novos lançamentos.

Woodside deu a entender que a intenção com a Moto X é criar smartphones de alto desempenho e baixo custo, o que deixaria os competidores, digamos, melhor estabelecidos no mercado em uma situação um pouco delicada. Além disso, a empresa vai investir em aparelhos com configuração mais simples e preço ainda menor.

Os smartphones da linha Moto X serão montados nos EUA, na China e no Brasil e devem começar a ser vendidos em outubro deste ano.

Será que é a chance da Motorola voltar ao Olimpo das fabricantes de dispositivos de telefonia móveis?

Com informações: INFO, Time

Comentários

Envie uma pergunta

Os mais notáveis

Comentários com a maior pontuação

Mateus Sousa
Não gosto de teclados físicos. Eles ficam sempre trambolhudos na sua tela, e sempre ocupando espaço, além de tirar o fato de ser algo "do futuro". Pra mim, para eu ter um smartphone, ele tem que ser top de linha, ter uma bateria que dura o dia inteiro, câmera que me satisfaça, funções exclusivas dele, que os concorrentes não tem, ser estiloso e futurista, e também ter uma experiência de uso ótima. Aí sim eu levo ele pra casa.
ess758br
Tenho um razr e vou te contar, já caiu várias vezes e está apenas com pequenos arranhões. Tive um motorola há anos e achava que a motorola continuava na mesma, ou seja, de baixa qualidade. Me enganei ao adquirir um razr.
jmpdf.go
Eu sei que a Motorola demorou de meche na comfiguracao do aparelho MOTO X:mais agora é o primeiro no patamar...em tudo em termo de tercnologuia estar em primeiro logar, com a BATERIA DE 3,300...JOSE MARQUES DE GOAIS
Breno Rodrigo
Queria mto que a Motorola lançasse outro aparelho tipo Milestone, com teclado físico e melhor hardware.
Vitor Stachetti de Freitas
quer saber mais do Moto X e também do Xperia SP ? Acessem http://techgeekblogbr.wordpress.com/
Edinei Oliveira
http://necarane.wordpress.com/2013/07/23/preparem-se-que-a-motorola-vem-com-tudo/ vejam ai :D
Fagner Artur
Cara tinha um Razr, troquei por um Galaxy S2 e me arrependi. Depois comprei um Razr i, troquei por um Galaxy S3, e me arrependi pela segunda vez. Agora, se o X vim com uma tela até 4.8, e Bateria superior a 2.5 A, com certeza vai ser o próximo!
Fernando Vieira
Alguém sabe qual vai ser a arquitetura da CPU, ARM ou se eles vão segui a linha razr com um X86?
Vinícius S Oliveira
Eu tenho um Atrix 4G até hoje, em perfeito estado, já caiu várias vezes e nunca tive problemas com ele. Ainda não encontrei um motivo ou inovação concreta para troca-lo. Motorola aprovada !
Fabio Lima
Mesmo com o nome da Google por trás, a Motorola vai ter que suar, e muito, para me convencer a adquirir outro smart da marca. A falta de suporte e abandono de aparelhos excelentes (em termo de hardware) com relação ao próprio Android foi um dos motivos que me aborreceram muito ultimamente.
Thanara Corrêa
Google ataca again.
Maurício Rodrigues
Certamente a Motorola ainda peca em Câmera, por isso depois do Milestone II parei de adquirir Motorolas e fui pra linha Galaxy ou Xperia.
Maurício Rodrigues
Eu ainda prefiro não recomendar Android de baixo custo pelo sistema ser muito comilão de hardware. E Motorola ainda peca muito em câmera até mesmo nos mais tops como o Rarz HD. Mais entre os Androids medianos (ou baixo custo) a linha D é sem duvidas a melhor no mercado atualmente.
Maurício Rodrigues
Nem chega, tenho um ZQ em uso diário com algumas ligações wi-fi quase que 12 horas ativo por dia dura em media 16 horas, quando decido usar multimídia o tempo cai uns 20% com videos cai 30% do tempo, dias que uso mais o mp3 ou videos carregado 100% de manha a noite não esta acima dos 10%.. Quando otimizo a bateria para um uso mais suave dura 23 horas fácil, usando pouco wi-fi e praticamente não realizando mais de 3 ligações de 5 minutos cada.
Maurício Rodrigues
Se vim com uma câmera melhor que os atuais Motorolas Rarz quem sabe eu adquira.
Exibir mais comentários