Um mês antes do previsto, a Intel apresentou nesta segunda-feira, dia 21, os detalhes oficiais a respeito da nova geração dos processadores Atom, onipresentes em netbooks, nettops e outros dispositivos em que a mobilidade é mais importante que o desempenho.

Com três versões e disponível em qualquer clock, desde que ele seja 1,66GHz, o novo chip mantém a construção em 45 mn e sua maior novidade em relação aos modelos atuais são os controles de memória e processamento gráfico integrados ao seu núcleo. Ainda que a empresa-mãe reconheça que a arquitetura dos chips seja essencialmente a mesma, garante que as novas soluções darão um jeito no conhecido calcanhar de Aquiles da família, que é o fraco desempenho com vídeos e efeitos visuais.

Legítimo substituto do N270, que equipa a maioria dos netbooks do mercado, o N450 conta com apenas um núcleo, tem 512 Kb de cache e suporta memórias DDR2 de 667 MHz consumindo apenas 5,5 W. Já o D410 tem as mesmas especificações, com a diferença de também suportar memórias de 800 MHz registrando consumo de 10W.

Destinado a computadores de mesa, que agora a Intel prefere chamar de “desktops de entrada” depois de reconhecer que o termo nettop “não pegou”, o D510 é o mais potente da família e conta com dois núcleos, 1MB de cache, suporta memórias de 667 MHz ou 800 MHz e consome 13 W. A expectativa do fabricante é que eles tenham um bom desempenho rodando o Windows 7, mais complexo que o antigo XP que ainda domina o segmento dos PCs de baixo custo.

Conhecida pelo nome-código Pinetrail, inicialmente era esperado que a nova geração do Atom chegasse à luz do dia devidamente instalada dentro de novos gagdets na próxima edição da CES, exposição de tecnologia que tradicionalmente acontece em Las Vegas, nos EUA. A Intel afirma que “pelo menos” 80 dispositivos deverão fazer a estréia da nova tecnologia.

[atualização 14h40] Logo em seguida à apresentação dos novos processadores, a Dell foi a primeira a anunciar um produto de “coração renovado”, no caso, seu netbook Mini 10v. O novo computador virá equipado com o chip N450, terá tela de 10´1 polegadas com resolução de até 1366×768 pixels, bateria com até 9,5 horas de duração, 1 GB de RAM DDR2 800 MHz, até 250 GB de HD com direito a sintonizador de TV digital e GPS como opcionais. Os sistemas operacionais poderão ser o Windows XP, 7 Starter ou Ubuntu, e os preços deverão partir de US$ 299, o que dá aproximadamente R$ 520. Já a MSI anunciou novas versões de seu netbook U130 e U315, que também contam com o chip N450, tela led de 10´1 polegada, 160 GB ou 250 GB de HD e conexões 3.5G e WiMax, por 299 libras esterlinas, ou R$ 695.

Veja o vídeo de apresentação dos novos Atom: